Orçamento da Prefeitura de Vitória da Conquista para 2020 passa de R$ 934 milhões


Depois de passar dois meses às voltas com os projetos de lei que autorizavam o prefeito de Vitória da Conquista contrair dois empréstimos na Caixa que somam R$ 60 milhões, os vereadores começam a discutir a proposta orçamentária do município para 2020. O Projeto de Lei nº 20, de 9 de outubro de 2019, deu entrada na Câmara no dia 10 do mês passado e prevê receitas e despesas de R$ 934.835.299,75 para o próximo ano.

Nesta terça-feira, a partir das 9h00, acontece a primeira audiência pública para que a população conheça o Projeto de Lei do Orçamento Anual (PLOA), na Câmara de Vereadores.

O valor proposto pelo prefeito Herzem Gusmão é 14,67% maior do que o orçamento atual, que é de R$ 825.244.464,07. De acordo com o projeto de lei, a Secretaria de Saúde (SMS) ficará com a maior parte, R$ 273.831.565,07, ou 29% do total. Em seguida, vem a Educação (SMED), com 27,63%, R$ 258.339.995,06, uma variação de 12% em relação ao orçamento deste ano, que é de R$ 230.632.868,00. Na Saúde, a variação foi de 5,87%, o valor no orçamento atual é R$ 258.641.088,00.

Entre as secretarias que têm orçamento alto, o maior crescimento ocorre na Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), que sai de R$ 77.215.999 para R$ 137.895.389,83, diferença de 78,5%, praticamente o valor dos dois empréstimos autorizados este mês, R$ 60.679.390,00. Já a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) vai ter um orçamento menor. Este ano foi previsto para ela R$ 21.393.500,00, em 2020 a Seinfra terá 14.187.000,00, 33,7% a menos. Outra que cai é a Secretaria de Trabalho, Renda e Desenvolvimento Econômico que passa a ter um orçamento 31% menor.

Houve reduções orçamentárias também nas secretarias de Administração (Semad), 13%, e Gabinete Civil, 17%.

As demais contam com mais dinheiro para trabalhar no ano que vem. As variações estão muito acima da inflação. A liderança é do Meio Ambiente (Semma), que praticamente dobra a previsão de despesas para 2020 (94,6%); Agricultura e Desenvolvimento Rural (Semagri), também teve uma variação alta (61%); Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sectel), 56%; Comunicação (Secom), 31%; Desenvolvimento Social (Semdes), 16%; Serviços Públicos (Sesep), 11%; e Transparência e Controle (9,2%).

A previsão orçamentária para a Câmara de Vereadores é de R$ 20.505.178,84, 20% a mais do que este ano (R$ 17.070.717,00).

VARIAÇÃO ORÇAMENTÁRIA DESDE 2016

ANO

VALOR VARIAÇÃO/ANO ANTERIOR
2016 R$ 734.766.331,17

15,21%

2017

R$ 742.153.132,49 1%
2018 R$ 700.349.046,73

-5,63%

2019 R$ 815.244.464,07

9,84%

2020 R$ 934.835.299,75

14,67%


CRÉDITO DA FOTO: GIORLANDO LIMA (FAVOR MENCIONAR EM CASO DE UTILIZAÇÃO)

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

2 thoughts on “Orçamento da Prefeitura de Vitória da Conquista para 2020 passa de R$ 934 milhões

  1. Prezado Giorlando, o Sr. poderia esclarecer se este valor de orcamento está com os empréstimos da Caixa, ou podemos considerar que a receita aumentou devido a uma recuperação da nossa economia local.

    1. Oi, Rafael. Os R$ 60 mi recém-autorizados estão incluídos, como dito na matéria, mas o governo municipal considera, sim, uma elevação na arrecadação. Esta, no entanto, não estaria associada, necessariamente, a uma melhora na economia local, mas à possibilidade da política de repasses.
      Obrigado por comentar. Abraço.

Comente