Conquista | Justiça condena assassino de Márcia Jardim a 13 anos de prisão


Nesta quarta-feira (20) o Tribunal do Júri de Vitória da Conquista condenou a 13 anos de prisão em regime fechado, o réu Wesley Santos Aguiar, 19 anos, acusado do assassinato de Márcia Silva Jardim, em crime acontecido no dia 2 março deste ano. Segundo a denúncia do Ministério Público, o acusado cometeu o crime por motivo fútil, isso porque a namorada dele descobriu que ele e Márcia tinham um relacionamento. As duas teriam discutido por meio de conversas na internet e a vítima ameaçado de morte a namorada de Wesley.

Wesley Santos foi preso no mesmo dia que matou Márcia, pelo Pelotão de Emprego Tático Operacional da 78ª Companhia Independente de Polícia Militar (PETO 78). Ela estava em um ponto do cruzamento da Avenida Alagoas com a Frei Benjamin, no bairro Brasil, quando teria sido abordada por uma dupla em uma moto. Márcia tentou fugir, mas foi baleada e morreu no local. Preso com Wesley, Luan Oliveira Santos, 24 anos, não foi pronunciado pela Justiça e foi libertado em setembro, por falta de prova de que tivesse atuado na morte de Márcia, com base no artido 414, do Código de Processo Penal.

A sessão de julgamento do Tribunal do Júri desta quarta-feira foi presidida pelo Juiz de Direito Reno Viana Soares. Na acusação atuou o Promotor de Justiça Ramires Tyrone Carvalho de Almeida, que voltou a atuar no Tribunal do Júri, após muitos anos fora dessa área, e na defesa atuaram as advogadas Andressa Alcântara Dantas e Marina Silva Guimarães.

Neste mês de novembro, além de vários outros processos, está pautado para o próximo dia 29, sexta-feira, o julgamento dos quatro policiais militares acusados no chamado “Caso do Menino Maicon”.

 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente