Anúncios
Administração Pública Política Propaganda

Publicidade | Embasa cancela anúncios com Dida e Prefeitura faz propaganda antecipada da guarda municipal

No dia 20 de novembro o prefeito Herzem Gusmão enviou à Câmara de Vereadores o projeto de lei complementar número 7, propondo a instituição da Guarda Municipal de Vitória da Conquista. Para a tramitação, Herzem pediu que a Câmara adotasse o regime de urgência, o que não foi possível porque o Poder Legislativo entra em recesso no dia 20 de dezembro e ainda tem o orçamento para apreciar e votar, sendo esta a prioridade absoluta. Enquanto o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) não for votado, a Câmara não pode entrar em recesso. Assim, o projeto da guarda municipal só será votado em fevereiro, na volta dos vereadores às sessões.

Na fase de projeto, sujeito a avaliação e até a não aprovação (hipótese muito remota já que 1. a guarda parece ser uma demanda de interesse de todos os vereadores e de grande parte da comunidade; 2. a Câmara vota tudo o que o Poder Executivo manda) mesmo assim, a guarda já está sendo comemorada pelo governo municipal como se fosse fato consumado. Placas de outdoor, adesivos em ônibus, anúncios no rádio e na internet divulgam com antecipação de meses o feito da administração, como se já tivesse sido concretizado.

Teve quem visse na ação publicitária da Prefeitura uma forma de pressão sobre os vereadores. Mas, há opinião de que apenas se trata de mais uma etapa da tática de propaganda ostensiva do governo, no último trimestre do ano, visando a redução dos danos de imagem acumulados em dois anos e meio. A propaganda rendeu memes e comentários na internet, criticando a ação.

Foto inicialmente postada no Facebook e no Instagram do ex-secretário Ivan Cordeiro foi reproduzida nas redes sociais

EMBASA

Já a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) iniciou no dia 20 deste mês campanha para enfatizar os investimentos que tem feito em Vitória da Conquista. Com anúncios na TV, rádio, outdoor e blogs, a empresa destacou a barragem do Rio Catolé, que está em obras, a moderna estação de tratamento de esgotos, a ampliação da distribuição de água, o ranking que coloca Conquista em primeiro do Nordeste e 5º do Brasil em saneamento, entre outros pontos.

Como principal garoto-propaganda, o suplente de vereador e pré-candidato Moisés da Silva Santos (PP), o Dida, que aparecia na TV bebendo água e falando bem da obra da barragem do Catolé, por sete segundos, tempo que não teve na propaganda eleitoral da campanha passada. Vários outdoors traziam Dida sorrindo e representando a satisfação dos conquistenses com o trabalho da Embasa na cidade.

Pelo menos dois pré-candidatos disseram ao BLOG ter estranhado a propaganda com Dida. O questionamento se deu porque ele não seria um cidadão qualquer, um ator, mas um pré-candidato assumido, suplente que já exerceu o mandato e estaria se beneficiando com a propaganda ostensiva. “Fere a isonomia”, disse um deles. “Não acredito que esse pessoal que fez a propaganda não sabia disso”, reclamou o outro.

A Embasa parece também ter entendido assim e mandou suspender toda a campanha. Até o momento não houve substituição.

Anúncios

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 56 anos de idade, 40 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

0 comentário em “Publicidade | Embasa cancela anúncios com Dida e Prefeitura faz propaganda antecipada da guarda municipal

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: