PT de Conquista deixa para fevereiro anúncio do candidato a prefeito. E deve ser José Raimundo



O deputado estadual José Raimundo Fontes teve o nome praticamente aclamado como candidato do PT a prefeito de Vitória da Conquista. Isso ficou muito claro nas falas na reunião de avaliação dos mandatos dele e do deputado federal Waldenor Pereira, ocorrida no sábado (14), na Câmara de Vereadores, com a presença do senador e ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, que enalteceu a força de José Raimudo para disputar a eleição contra o prefeito Herzem Gusmão.


O próprio Waldenor, também apontado como um possível pré-candidato, disse, várias vezes, que só aceitaria ser opção na hipótese de o companheiro de grupo não poder ser.

O discurso de José Raimundo, que dizia não desejar mais ser candidato, também começou a mudar e embora ainda diga que há outros nomes que podem ser avaliados, ele já não nega a provável candidatura com a mesma ênfase com que fazia até o mês passado.

A mudança de postura dos dois deputados tem muito a ver com a desistência Guilherme Menezes de disputar a indicação do partido. O ex-prefeito solicitou que os correligionários que haviam apresentado seu nome o retirassem, o que foi feita por uma carta, entregue ao presidente do diretório, Isaac Bonfim, na semana passada. Com a saída de Guilherme, após uma conversa com José Raimundo, em que este insistiu que o ex-prefeito mantivesse o nome para avaliação, cresceu a pressão para que o deputado estadual assumisse a missão.

Por sua vez, Waldenor, que vinha começando a despontar nas pesquisas, já que seu nome tornara-se uma opção real, passou, também, a reforçar a importância da candidatura de José Raimundo, numa demonstração de comprometimento com o partido e compreensão da manifestação da maioria dos petistas e de grande parte dos eleitores.

Apesar das conclusões internas, que convergem para José Raimundo, o PT ainda não quer anunciar seu nome como pré-candidato a prefeito. Depois de sinalizar que a definição se daria antes do Natal, o partido já fala em 10 de fevereiro como data para o lançamento oficial. Nenhum dos petistas consultados pelo BLOG quis explicar por que deixar para tão longe, apenas reafirmam que não há pressa.

E, por incrível que pareça, também dizem que outras opções ainda serão avaliadas. José Raimundo, por exemplo, fala em renovação e diz que o cenário para 2020 é diferente de 2016, quando a decisão só se deu em março, com a retirada do nome de Odir Freire.

Agora, é esperar para ver se o eleitor entende – e aceita – essa tática. Tem gente que vê prejuízo.


FOTOS: VINÍCIUS BRITO

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente