Governo Herzem gasta um pouco mais que anterior com passagens. Mas, bem menos com diárias


O vereador Coriolano Moraes, o Professor Cori (PT), fez discurso na sessão da última quarta-feira (11) cobrando informações da Prefeitura de Vitória da Conquista sobre os gastos com diárias e viagens. Outro que já fez o mesmo requerimento foi o vereador Rodrigo Moreira (PP), que, depois de intensa cobrança à administração, com foco, especialmente, na secretária de Governo Geanne Oliveira, hoje tem relação mais branda com o prefeito Herzem Gusmão. Mas, Cori, ele também flexível com o governo boa parte do tempo, quer saber não apenas das diárias e passagens pagas pelo erário municipal para servidores e cargos comissionados, mas também as passagens pagas para as idas e vindas dos consultores contratados.

No requerimento 154/2019, o vereador petista diz que é “um absurdo o que está publicado no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) no que diz respeito a essas despesas”. Ele questiona o resultado na ponta, se esses gastos estão trazendo investimentos ou benefícios para a “educação, iluminação, gestão orçamentária e financeira do município”. Cori quer as listas das despesas com diárias e passagens de 2017, 2018 e 2019.

O BLOG pesquisou no Portal da Transparência e encontrou gastos de R$ 1.760.741,94. A última atualização foi na sexta-feira (13) e os lançamentos referem-se a 27 de novembro. Ainda há muitas diárias não lançadas daquele mês e também de dezembro. Não estão no portal, por exemplo, as diárias do prefeito Herzem Gusmão acompanhado dos seus três principais assessores, Diego Gomes, Gildásio Oliveira e Matheus Nascimento, relativas à visita à Embaixada de Israel em Brasília (DF). Ou da viagem para prestigiar a entrega do prêmio a uma aluna da rede municipal que ganhou um concurso nacional de redação promovido pelo Sicoob, também em Brasília.

A consulta mostra que, se conseguiu reduzir os gastos com diárias, a atual administração não conseguiu o mesmo com as passagens, que ficaram entre 1,8% e 8% a mais que a gestão passada, a depender do período analisado. A redução das despesas com diárias varia entre 21,81% e 23,14% a depender do período comparado. Para chegar a esse resultado, comparamos, separadamente, dois períodos do atual governo (2019/2018 e 2018/2017) com os dois últimos anos do governo de Guilherme Menezes, 2016/2015, que é o período disponível no Portal da Transparência.

No caso das diárias, em 2019, até novembro, a Prefeitura gastou R$ 382.875,25; em 2018, R$ 297.072,32 e em 2017, R$ 370.275,08. Destacando o biênio 2019/2018 o valor chega – parcialmente, porque ainda faltam lançar valores de novembro e dezembro – a R$ 678.947,57. Já a soma dessas despesas no biênio 2016/2015 foi R$ 868.344,88, exatos R$ 189.397,31 a mais (21,81%) que os gastos atuais. Quando o período comparado é 2018/2017, a diferença é de R$ 200.997,48 a mais no período anterior (23,14%). No último ano do governo Guilherme Menezes as despesas com diárias foram R$ 317.402,31, e em 2015, bem mais: R$ 550.942,57.

Em relação às passagens, os gastos na atual administração durante o biênio 2019/2018 chegam a R$ 467.312,75, um valor muito parecido com o gasto pela gestão passada nos dois últimos anos (R$ 458.899,40), apenas 1,8% a mais. No entanto, comparando com o período 2018/2017, o governo Herzem gastou R$ 505.089,81, ou 8% a mais, praticamente a inflação do período.

Na soma das despesas com diárias e passagens, a atual administração gastou menos que a anterior, fazendo a comparação dos mesmos períodos avaliados. Foram R$ 1.147.260,32 em 2019/2018, ante R$ 1.327.244,28 de 2016/2015, diferença de R$ 179.983,96, 13,5% a mais pagos pela administração anterior. Comparando com o biênio 2018/2017, o governo Herzem Gusmão realizou despesas de R$ 1.172.437,21, ou seja, R$ 154.807,07 (11,7%) a menos que o de Guilherme em 2016/2015. De janeiro de 2017 a novembro deste ano, a Prefeitura de Vitória da Conquista gastou R$ 1.760.741,94 entre diárias e passagens. Em 2015 e 2016, a administração passada gastou R$ 1.327.244,28. Em cinco anos foram R$ 3.087.986,22.

O Portal da Transparência não permite ver se os consultores tiveram direito a passagens pagas pela Prefeitura.

PASSAGENS
1. 2015 2. 2016 1 + 2      
R$ 272.166,56 R$ 186.732,84 R$ 458.899,40      
3. 2017 4. 2018 5. 2019 3 + 4 4 + 5 3 + 4 + 5
R$ 243.206,54 R$ 261.883,27 R$ 205.429,48 R$ 505.089,81 R$ 467.312,75 R$ 710.519,29

 

DIÁRIAS
1. 2015 2. 2016 1 + 2      
R$ 550.942,57 R$ 317.402,31 R$ 868.344,88      
3. 2017 4. 2018 5. 2019 3 + 4 4 + 5 3 + 4 + 5
R$ 370.275,08 R$ 297.072,32 R$ 382.875,25 R$ 667.347,40 R$ 679.947,57 R$ 1.050.222,65

 

DIÁRIAS + PASSAGENS
1. 2015 2. 2016 1 + 2      
R$ 823.109,13 R$ 504.135,15 R$ 1.327.244,28      
3. 2017 4. 2018 5. 2019 3 + 4 4 + 5 3 + 4 + 5
R$ 613.481,62 R$ 558.955,59 R$ 588.304,73 R$ 1.147.260,32 R$ 1.147.260,32 R$ 1.760.741,94

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente