Só em 25% das escolas de Conquista houve eleição de diretores, os demais serão escolhidos pela SMED

Entre os dias 19 e 20 de dezembro do ano passados, as 85 escolas e creches municipais localizadas na sede e na zona rural de Vitória da Conquista deveriam realizar eleições para escolha de novos diretores ou diretoras e respectivos(as) vices, mas o que ocorreu foi um gigantesco esvaziamento do processo, com apenas 24,7% das unidades realizando as eleições previstas. Em 70,5% ou 60 escolas ou creches, sequer houve inscrição de chapas. Em outras quatro (4,7%) não houve quórum, não pode acontecer a votação porque os professores não compareceram. Apenas 15 escolas e oito creches tiveram a eleição normalmente.

O Sindicato do Magistério Municipal Público de Vitória da Conquista (SIMMP) não se manifestou sobre o assunto. O BLOG fez contato com a presidente, Ana Cristina Silva Novais e perguntou se a entidade conhece as motivações para o esvaziamento e se tem posição acerca do ocorrido. Logo que a presidente do SIMMP se manifestar, atualizaremos a matéria.

Já a Secretaria Municipal de Educação (Smed) divulgou nesta quarta-feira a formação de comissão para a escolha dos diretores das 64 escolas e creches onde não houve eleição. A Smed também divulgou os critérios para esta escolha, que será homologada pelo prefeito Herzem Gusmão por meio de decreto. É a primeira vez, em muitos anos, que a maioria das unidades escolares da Rede Municipal terão diretores escolhidos de forma discricionária pela administração municipal, sem ser por meio de eleição.

Os candidatos indicados e eleitos devem ser nomeados pelo prefeito Herzem Gusmão até o dia 2 de março de 2020. O mandato é referente ao biênio 2020/2021.

De acordo com notícia publicada no site da Prefeitura de Vitória da Conquista, para a escolha dos profissionais que vão exercer essas funções, a SMED formou uma comissão* para avaliação dos nomes sugeridos, com representantes de diferentes setores da secretaria. Os nomes que estão sendo avaliados pela comissão foram definidos, segundo a secretaria, com base em dez critérios**, a exemplo do indicado não ter pendências no Núcleo de Prestação de Contas do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) do Governo Federal, ser efetivo e pedagogo ou licenciado com especialização em Educação.

Secretário Esmeraldino Correia em reunião com comissão

“Constituímos uma comissão com o papel preponderante de discutir e evidenciar nomes que preencham os critérios levantados pela própria comissão, demonstrando um perfil competente, dedicado, zeloso, capaz e com uma percepção de construir um novo momento na rede de ensino, através da direção, que implica a interação entre o pedagógico e o administrativo, para que sejam apresentados ao prefeito. O secretário não influencia, não participa, delegando a sua competência a todos esses membros que compõem a comissão”, explicou o gestor da pasta, Esmeraldino Correia.

OS NÚMEROS

ESCOLAS DA CIDADE
SEM CHAPA INSCRITA – 31
SEM QUÓRUM – 3
COM ELEIÇÃO – 7
SUBTOTAL – 41

ESCOLAS DA ZONA RURAL
SEM CHAPA INSCRITA – 7
SEM QUÓRUM – 1
COM ELEIÇÃO – 8
SUBTOTAL – 16

CRECHES
SEM CHAPA INSCRITA – 22
COM ELEIÇÃO – 6
SUBTOTAL – 28

GERAL
SEM CHAPA INSCRITA – 60
SEM QUÓRUM – 4
SUBTOTAL – 64

COM ELEIÇÃO – 21

TOTAL – 85

*A comissão foi composta por:

Arlete Dória (secretária adjunta de Educação);
Regina Meira (diretora financeira do Fundo Municipal de Educação);
Tânia Novais (coordenadora geral do Núcleo Pedagógico);
Sidnei Soares (coordenador do Caixa Escolar);
Elionara Nolasco (coordenadora do Núcleo de Legalização Escolar, Estatística e Sistema Presença);
Yuri Hatgivagiannis (coordenador da Alimentação Escolar);
Zara Gonçalves (gerente de Recursos Humanos);
Alessandra Ferraz (coordenadora geral da Superintendência);
Leandro Aguiar (procurador jurídico).

** Critérios para indicação de candidatos aos cargos de diretor e vice:

Ser efetivo e não estar respondendo a processo administrativo;
Ser pedagogo ou licenciado, com especialização em Educação;
Não ter pendência com relação ao Caixa Escolar;
Não ter pendência com relação a Alimentação Escolar;
Ter habilidade para dialogar com os diversos setores;
Ter compromisso com a gestão pedagógica;
Ter perfil de liderança;
Ser capaz de gerir conflitos;
Ter equilíbrio emocional;
Ter disponibilidade de carga horária de 40 horas para diretor.


A ESCOLA DA FOTO EM DESTAQUE FICA NA LOCALIDADE DE GAMELEIRA, NA ZONA RURAL, E LÁ OCORREU ELEIÇÃO, NORMALMENTE. ANDREIA VEIGA SANTOS E ZIVANEIDE SANTOS LIMA FORAM ELEITAS DIRETORA E VICE, RESPECTIVAMENTE.

 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente