Morte no palco | Organizador do Carnaval Cultural diz que montador não levou choque elétrico: “Não há energia ligada ao palco”.


O produtor cultural Dylan Júnior, organizador do Carnaval Cultural de Vitória da Conquista lamentou a morte do operário Mateus Nogueira Morais, de 23 anos, após cair de uma altura de cerca de oito metros quando trabalhava na montagem do palco da festa, que terá programação de shows a partir deste sábado.

Dylan disse que não é possível que o montador tenha sido atingido por uma descarga elétrica, como foi divulgado, porque, segundo ele, a rede de energia para o palco e outras partes da festa, como barracas. “Infelizmente, foi um acidente de trabalho. Ele pode ter se desequilibrado e caiu. Mas, não foi por causa de choque elétrico, porque nem a rede foi ligada ainda”.

De acordo com o produtor, o palco será alimentado por grupo gerador, que nem teria chegado ao Espaço Glauber Rocha. “A gente lamenta muito essa perda. Infelizmente, acidentes de trabalho acontecem”, considerou Dylan, lembrando os casos da morte de Gugu Liberato, que caiu do telhado e morreu em 21 de novembro do ano passado, e do cantor Edilson Dhio, que caiu da varanda e também faleceu depois de bater a cabeça no chão.

Dylan explicou que a tragédia não altera a programação e que a festa acontece neste sábado e no domingo. “Estamos fazendo tudo certo, de acordo com as normas de segurança. Foi uma fatalidade. Tudo está muito bem inspecionado pela Prefeitura e o pessoal comenta que nunca viu um evento com tamanha organização. Eu dou atenção aos mínimos detalhes”, afirmou.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

4 thoughts on “Morte no palco | Organizador do Carnaval Cultural diz que montador não levou choque elétrico: “Não há energia ligada ao palco”.

  1. O operarario cai de uma altura de 8 metros de altura w ta tudo dentro das normas.fala sério e a segurança da vida do ser humano como fica senhor Dylan?

  2. Um absurdo isso!!!!! Lamentável quando o produtor afirma que “infelizmente foi um acidente de trabalho” e infelizmente mais um jovem morre por falta de SEGURANÇA… como um funcionário está executando um serviço a 8m de altura e não tem treinamento e não está utilizando os EPI’s?! Mais responsabilidade com os colaboradores, gente!!! Por um momento se coloque no lugar da mãe e dos familiares desse rapaz!!!

  3. Eu já trabalhei na organização do carnaval,eles da organização contratam uma empresa que é de propriedado do dono do sao Pedro toa toa
    o rapaz que morreu era dessa empresa e nao da organização do evento como estão falando e eu estava no local na hora que o rapaz caiu,ele estava alterado,chingando muito,gritando palavras obsenas la de cima foi quando ele caiu,eu estava ao lado do local da queda
    vi tudo acontecer juntamente com mais umas 20 ou 30 pessoas.

Comente