Secretaria de Desenvolvimento Social de Conquista dá início a campanha Março Mulher


A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social apresentou na manhã desta quinta-feira (5), no auditório do Centro Integrado de Direitos da Criança e do Adolescente, a campanha Março Mulher 2020, que neste ano traz como tema central “Juntas somos fortes”. As ações da campanha vão ser realizadas pela Coordenação de Políticas para Mulheres e unidades de atendimento que integram o Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

“Vitória da Conquista faz parte de um cenário perverso da violência contra mulher que continua persistindo no Brasil e nós sabemos da nossa responsabilidade. Por isso, buscamos respostas eficientes para o enfrentamento da situação. Diferente de outros municípios, Conquista tem a gestão que mais investe em políticas para mulheres e, por conta disso, ainda neste ano, a Prefeitura irá entregar a Casa Abrigo para mulheres em risco eminente de morte, uma reivindicação antiga do movimento de mulheres, atendida por esta gestão”, ressaltou o secretário interino de Assistência Social, Michael Farias.

Durante todo o mês, as metas vão ser a mobilização e a sensibilização da população para a não desvalorização e preconceito à mulher, bem como a garantia de direitos, dentre eles o de viver sem violência e sem discriminação; incentivar e motivar as mulheres com a certeza que podem chegar muito mais longe na conquista dos direitos, no poder político, na autonomia econômica e divulgar os serviços oferecidos pela Gestão Municipal.


Segundo a coordenadora de Políticas para Mulheres, Dayana Evelinne Andrade, neste ano a campanha foi dividida em dois eixos que trabalharam a temática do combate à violência contra mulher e a autonomia econômica. “Muitos foram os avanços e direitos já conquistados pelas mulheres, mas a gente sabe que ainda temos muito pelo que lutar. Precisamos romper as barreiras, por isso escolhemos este tema para mostrar à sociedade que só conseguiremos avançar em coletividade, que a mulher não está sozinha, que ela tem a sociedade como rede de apoio”, ressaltou Dayana.

Um momento especial da solenidade foi a apresentação do grupo de idosas do Centro de Convivência do Idoso que apresentaram a peça “Acorda que tá na hora”. Nela, elas representaram a dura realidade ainda hoje vivida por muitas mulheres sobrecarregadas pelos afazeres domésticos e sem valorização. No entanto, de maneira divertida levaram o público à reflexão através da inversão dos papeis em que uma personagem, caracterizada de homem, exercia o papel do marido que cuidava da casa e dos filhos enquanto a esposa estava ocupada com sua carreira. Na peça, tudo era um sonho do homem que fazia o papel que é uma realidade para muitas mulheres, mas na vida real ainda é preciso conscientizar a população sobre a importância da valorização da mulher, do respeito e da igualdade de direitos e deveres.

O evento foi prestigiado por autoridades como o juiz da Vara da Infância e Juventude, Juvino Henrique Brito, a delegada Especial de Atendimento à Mulher Decimária Cardoso Gonçalves, a presidente do Conselho Municipal da Mulher, Arlene Santos Ribeiro e a representante da Ronda Maria da Penha, capitã Débora Nascimento, além da coordenadora de Políticas para Mulheres, Dayana Evelinne Andrade.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente