Proposta de Herzem não fecha todo comércio e deixa de fora supermercados e lojas de conveniência, entre outros

Logo mais, a partir das 15 horas, o prefeito Herzem Gusmão (MDB) volta se reunir, por videoconferência, com entidades do comércio e setor produtivo, para definir os termos do decreto que determinará o fechamento do comércio de Vitória da Conquista, como prevenção ao novo coronavírus. Mas, a proposta apresentada pelo prefeito, cuja minuta vazou e forçou o adiamento da decisão, não inclui todo o comércio, deixando abertos alguns estabelecimentos. Muitos são importantes que fiquem funcionando, outros nem tanto.

O decreto que vazou, portanto ainda não vale oficialmente, diz que podem funcionar, mediante controle de acesso para não gerar aglomeração de pessoa, por exemplo: hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, lojas de alimentação para animais, padarias, bancos e cooperativas de crédito, entre outros. Veja lista completa abaixo. Se quiser conferir direto na minuta do decreto clique aqui.

O documento prevê o fechamento de shoppings centers, mas podem continuar abertos os mercados e supermercados neles localizados.

O QUE PODE FUNCIONAR, SEGUNDO A PROPOSTA DE DECRETO

Art. 2º. A suspensão a que se refere o artigo 1º deste decreto não se aplica aos seguintes estabelecimentos:

I – serviços de saúde, farmácias, assistência médica e hospitalar;
II – hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos, mediante controle de acesso para não gerar aglomeração de pessoa;
III – lojas de conveniência;
IV – lojas de venda de alimentação para animais;
V – distribuidores de gás;
VI – lojas de venda de água mineral;
VII – padarias;
VIII – geração, transmissão e distribuição de energia elétrica;
IX – tratamento e abastecimento de água;
X – captação e tratamento de esgoto e lixo;
XI – processamento de dados ligados a serviços essenciais;
XII – segurança privada;
XIII – serviços funerários;
XIV – bancos e cooperativas de crédito;
XV – postos de combustível e
XVI – outros que vierem a ser definidos em ato expedido pela Secretaria Municipal de Saúde.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente