O comércio e os bares vão abrir em Conquista? Um novo domingo de perguntas – e cinco casos de Covid-19


Quando o prefeito Herzem Gusmão assinou o decreto 20.210, no dia 29 de março, prorrogando a suspensão temporária do atendimento público nos estabelecimentos comerciais e de serviço não listados como essenciais no decreto 20.207, de 26 de março, Vitória da Conquista não tinha nenhum caso confirmado da Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus.

Nas publicações para divulgar as medidas, a Secretaria de Comunicação do governo municipal sempre ressaltou que Vitória da Conquista não possuía “nenhum caso confirmado pela Secretaria Estadual de Saúde como positivo para coronavírus”, mas as medidas adotadas consideravam “o risco iminente de circulação do vírus”.

O decreto 20.210 renovou por sete dias a restrição prevista no decreto anterior, com a justificativa, entre outras, de que “a aglomeração de pessoas contribui para a rápida disseminação do vírus COVID-19 (sic)”. A vigência do mesmo termina neste domingo (5). Caberá ao prefeito determinar se estarão mantidas as restrições ou se vai revogá-las. A essa altura, oficialmente, por resultados de exames laboratoriais conhecidos, Vitória da Conquista tem cinco casos confirmados do novo coronavírus e até uma morte com a suspeição da Covid-19.

Repete-se a expectativa ansiosa e angustiada da sociedade, mais uma vez. Tem gente querendo que Prefeitura afrouxe as restrições. E há muita gente esperando que o prefeito Herzem Gusmão as amplie. E mais uma vez, ele terá um domingo de pressão, interna e externa, tanto do ponto de vista administrativo e político quanto pessoal. Terá que decidir se as lojas, restaurantes e bares e outros serviços podem voltar a funcionar, já a partir de hoje ou de segunda-feira.

A diferença dos outros momentos em que teve que praticar o mesmo ato, era que ainda não havia morador do município com Covid-19. Estávamos0 “livres”. Neste domingo, Vitória da Conquista já não é mais a mesma do domingo passado. E, infelizmente, é só começo.

DECRETO 20.210 (Página 10, D.O.M. de 29 de março de 2020)

DECRETO 20.207 (Pagina 27, do D.O.M. de 26 de março de 2020)

ATUALIZAÇÃO: A PREFEITURA DE VITÓRIA DA CONQUISTA PUBLICOU, NO INÍCIO DA TARDE DESTE DOMINGO, UM NOVO DECRETO (Nº 20.246) DO PREFEITO HERZEM GUSMÃO COM MUDANÇAS NAS REGRAS DETERMINADAS NO DECRETO ANTERIOR.

AS LOJAS DO CENTRO DA CIDADE PODERÃO ABRIR EM SISTEMA DE RODÍZIO. BARES, RESTAURANTES, ACADEMIAS DE GINÁSTICA, TEATROS, ETC., BEM COMO ESCOLAS E FACULADOS CONTINUARÃO FECHADOS.

DECRETO 20.246

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

2 thoughts on “O comércio e os bares vão abrir em Conquista? Um novo domingo de perguntas – e cinco casos de Covid-19

  1. Ou se adotar as medidas para a contenção desta pandemia com rigor, ou então a população e o sistema de saúde terá que sofrer um alto preço. Não vejo necessidades de afrouxar as medidas tomadas, ao contrário se faz necessário é que sejam mais rigorosas. A vida humana é mais valiosa que bares e todas formas de comércio abertas.

Comente