População aguarda acesso a testes rápidos adquiridos por R$ 360 mil pela Prefeitura de Conquista


A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Vitória da Conquista contratou, com dispensa de licitação, a empresa Eco Diagnóstica Ltda, de Nova Lima (MG), para fornecer testes rápidos de detecção do novo coronavírus, ao custo de R$ 360 mil. Os testes produzidos pela Eco Diagnóstica – que se utlizam da técnica  de ensaio imunocromatográfico para detecção rápida e qualitativa dos anticorpos IgG/IgM da síndrome respiratória aguda grave por coronavírus 2 (SARS-Co-V-2)”, segundo a requisição da SMS – são reconhecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A SMS não tornou público quantas unidades do teste custarão esse valor, mas informou ao BLOG que a empresa havia se comprometido a entregar o material na segunda semana de abril. Como o prazo previamente determinado se encerra na terça-feira (14) , este deve ser um dos assuntos que serão esclarecidos pelo secretário Alexsandro Nascimento Costa em coletiva de imprensa marcada para este sábado (11). Diante da situação de aumento no número de casos suspeitos, os testes são uma demanda da população, ansiosa por respostas mais rápidas.

Há uma semana, no dia 3 de abril, o BLOG enviou ao secretário de Saúde, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom) as seguintes perguntas:

Boa tarde.
Gostaria de obter mais detalhes do andamento da aquisição dos testes rápidos para a Covid-19, conforme ata de dispensa de licitação para contratação da empresa ECO DIAGNÓSTICA LTDA, no valor de R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais), com vigência de 180 (cento e oitenta) dias a contar da sua assinatura.
1. O prazo é de 180 dias é para a conclusão da entrega dos testes? Como será a entrega, em partes?
2. O contrato ainda não foi publicado, houve alguma intercorrência?
3. Quando a empresa começará a entregar os lotes?
Grato.

Alexsandro Costa respondeu:

“Quando a compra é uma compra com entrega única, não existe contrato, existe o termo de recebimento. O que existiu foi a homologação da compra no Diário Oficial. Não tem nenhum problema com o fornecedor. Aquele prazo lá, que colocaram de 180 dias, não é o prazo, é um prazo que é padrão, assim, nas compras de entrega única, mas o fornecedor, disse que na segunda semana de abril entregaria esses testes. É isso”.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente