Rui Costa diz que Herzem está pensando na eleição e não na Saúde. Prefeito acionou governo na Justiça por verba

Em seu programa Papo Correria transmitido nas redes sociais nesta terça-feira (14) o governador Rui Costa (PT) respondeu a questionamentos sobre os investimentos em Vitória da Conquista voltados para o enfrentamento ao coronavírus e sobre a relação com o prefeito Herzem Gusmão (MDB), incluindo a ação judicial que o gestor moveu contra o Governo do Estado na 1ª Vara da Fazenda Pública de Vitória da Conquista, reclamando o repasse do valor que caberia ao município de verba transferida pelo Governo Federal.

Sobre o valor reclamado na ação, equivalente a R$ 2,00 por habitante, totalizando R$ 700 mil,  Rui Costa voltou a dizer que o dinheiro não chegou a Conquista por decisão do Conselho da Comissão Intergestora Bipartite (CIB), composta por todos os municípios e pelo Estado, destacando que está aplicando dez vezes mais do que o valor reclamado pelo prefeito, na contratação de um hospital [Hospital de Clínicas de Conquista (HCC)] para atender pacientes graves com Covid-19, e aconselhou Herzem a deixar a política para outubro e cuidar da saúde dos conquistenses.

Rui Costa disse que nem precisa ação judicial, basta um telefonema do prefeito. “Basta amanhã o senhor ligar para o secretário Fábio e se o senhor quiser contratar o hospital, o senhor contrata, paga com o R$ 7 milhões que o senhor recebeu essa semana do Governo Federal e a gente repassa o valor que veio para o município, que são R$ 2,00 por habitante [R$ 676.960,00, de acordo com a estimativa populacional do IBGE]”, propôs o governador da Bahia.

O governador explicou que o Governo Federal mandou dois recursos, inicialmente, um no valor de R$ 32 milhões para o Governo do Estado e um segundo de R$ 43 milhões para o estado e para os municípios e que o Conselho da CIB definiu repassar apenas para Salvador e Feira de Santana as partes que lhes cabiam porque as prefeituras estavam contratando hospitais. Quanto aos demais, incluindo Conquista, “como o valor daria muito baixo, o conselho definiu que seria gerido pelo Governo do Estado, que assumiu o compromisso de contratar hospitais regionais e UPAs, além de fornecer EPIs e insumo para os municípios”.

Segundo Rui Costa, não tem briga para contratação de hospital. “O prefeito quer contratar, ótimo. O município de Vitória da Conquista pode contratar o Hospital das Clínicas e o Governo do Estado transfere o contrato para o município, sem confusão”, finalizou o governador, dizendo que tem boa relação com outros prefeitos de vários partidos, até do DEM. “Graças a Deus, mesmo prefeitos que não são da nossa base têm deixado a política partidária e é esse o apelo que eu faço ao prefeito de Vitória da Conquista: pense no povo de Conquista em primeiro lugar, deixe de pensar na eleição no partido.

O governador afirmou que 99% dos prefeitos da Bahia têm tomado atitudes corretas, deixando a política de lado e se dedicado a cuidar da saúde da população, mas alguns, incluindo o de Vitória da Conquista, têm feito opção pela política, segundo Rui, que disse não ter interesse em responder ao prefeito, porque  seria isso o que Herzem deseja, o debate político. “Como eu sei que ele está muito mal avaliado, ele quer a polêmica para tentar capitalizar. Eu não vou fazer o jogo do prefeito”, avisou e aconselhou Herzem a deixar politicagem de lado e a eleição para depois. “Tem muito tempo, a eleição é em outubro e o TSE [Tribunal Superior Eleitoral] ainda está avaliando se vai adiar a eleição”.

O prefeito Herzem Gusmão foi contactado pelo BLOG, teve acesso ao texto da matéria, mas preferiu não se manifestar.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente