A tragédia de Ipiaú | Pelo menos 34 idosos de um abrigo estão com coronavírus. Cidade registra 99 casos

BANNER - SITES INTERIOR - 728X90PX - MAIS EDUCAÇÃO BAHIA 0420

BANNER_728x90_GIF

A cidade de Ipiaú é a última do Sul da Bahia antes do Sudoeste, que, considerando a distância de lá, começa em Aiquara, a 21 quilômetros. O município tem 45.873 habitantes, de acordo com estimativa de 2019 do IBGE. Até segunda-feira, já registrava um dos maiores números de casos do novo coronavírus na Bahia, 21. Itagibá e Jequié, do seu lado, tinham nove e 39, respectivamente, segundo o boletim oficial da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), isso colocava Ipiaú com um coeficiente de incidência da Covid-19 de 45,77 por cada 100 mil habitantes. O município era o 11º em número absoluto de casos. Isso até ontem.

No boletim desta terça-feira (5), a quantidade de infectados subiu para 49, a taxa de incidência foi para 106,81 e Ipiaú passou a ser o sexto colocado no infeliz ranking dos municípios com mais casos do coronavírus no estado. Mas, a tragédia ainda estava por ser anunciada.

Horas depois da divulgação do boletim da Sesab, a Prefeitura de Ipiaú deu a notícia que chocou a todos que dela tiveram conhecimento: de uma vez, o município registrou mais 46 casos de Covid-19, passando a 99 (outros quatro haviam sido confirmados sem que tivessem aparecido no boletim da Sesab). E se não bastasse o lamentável número, comunicado oficial da Secretaria Municipal de Saúde informa que 40 dos casos confirmados foram entre residentes e trabalhadores da Fundação Casa Lar Dona Deraldina, que é um abrigo de idosos, sendo que 34 deles estão contaminados. As coletas dos pacientes foram feitas nos dias 1ª e 2 de maio.

Para aliviar o impacto dessa notícia, a Prefeitura esclareceu que dos 99 pacientes que foram testados como positivo para Covid-19 no município, 15 foram dados como recuperados. Houve duas mortes.

A contaminação de 34 idosos em um lugar onde eles estavam para se proteger é uma calamidade. Sabe-se, agora, que todos os esforços serão feitos para que vençam a doença e continuem suas vidas. Mas, sempre fica uma pergunta no ar, em uma situação como essa: quem responderá por isso?

Ao portal G1, a secretária de Saúde de Ipiaú, Laryssa Andrade, disse que a contaminação dos idosos foi descoberta depois que testes nos funcionários deram positivo. “Na verdade, a gente tem feito testagem com os profissionais de saúde da cidade. A Prefeitura mandou um ofício para o abrigo de idosos, perguntando o número de pessoas que trabalhavam no local”, contou a secretária. “Após descobrir que seis deles estavam contaminados, a gente entrou em contato com o governo, que mandou conjuntos de swabs para testar todos os idosos. O resultado de 50 testes saiu e descobrimos que 34 deram positivo e os outros negativos”. De acordo com Laryssa Andrade, ainda faltam resultados de exames.

O Corpo de Bombeiros fez um trabalho de desinfecção no abrigo, segundo a secretária. “Estamos tomando todas as medidas para proteger a população. O local já foi desintoxicado e a Prefeitura enviou um ofício para que os idosos infectados sejam separados dos que tiveram o vírus detectado”, explicou a secretária, que, ainda ao G1, a secretária informou que a forma de separação dos idosos vai ser definida pelo abrigo de idosos na quarta-feira (6).

Na última sexta-feira (1º), a vice-prefeita de Ipiaú, Margarete Chaves, havia anunciado que testou positivo para Covid-19, assim como três funcionários e dois idosos do abrigo, que foi fundado por ela. Na ocasião, ela disse ao G1 que aguardava o resultado de um exame mais detalhado.

Por telefone, Margarete disse ao G1, nesta terça-feira, que ainda não recebeu o resultado dos exames e que desconhecia o balanço divulgado pela prefeitura. Contudo, ela garantiu que nenhum idoso apresenta sintomas. “Estou com a consciência tranquila. Estamos aqui para cumprir todas as determinações. Não tem ninguém com agravamento”, garantiu a vice-prefeita de Ipiaú.


FOTO: INTERNET/IPIAÚ ONLINE
FONTE: PORTAL G1

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente