Vitória da Conquista mais que triplica casos de Covid-19 em maio. Quantidade de pacientes curados dobra

BANNER_728x90_GIF

 

Até o início da noite da terça-feira (19) Vitória da Conquista registrou 95 casos confirmados de Covid-19. No dia 30 de abril a quantidade eram 31 casos. Desde então, os números vêm aumentando à média de 3,36 casos por dia e mais de que triplicou em 19 dias. Em percentuais, o aumento foi de 206%. A maior quantidade de casos foi registrada de segunda-feira (18) para terça-feira: 12. Antes, o maior aumento tinha sido da sexta-feira passada (15) para o sábado: 11 casos a mais.

Com a realização dos testes rápidos, primeiramente entre profissionais de saúde e da segurança pública, e de exames laboratoriais no Laboratório Central do Município (Lacem), o indicativo é de progressão acelerada do aumento de casos confirmados. E essa velocidade tem preocupado autoridades e população e levou o prefeito Herzem Gusmão (MDB) a manter o fechamento da maior parte do comércio, bem como de bares, restaurantes, academias de ginásticas, salões de beleza e outros serviços considerados não essenciais, mesmo sob pressão de setores que querem o fim ou a flexibilização das restrições.

Herzem é assessorado por um Comitê de Crise formado por cinco secretários e este, por sua vez, passou a ouvir o recém-criado Comitê de Representação Civil e Institucional, com participação de membros da sociedade civil organizada, incluindo representações do comércio. O prefeito tem dito que leva em conta os dados monitorados da proliferação do novo coronavírus no município e que o aumento recente da incidência não permite abrir mão das restrições.

O comitê tem a informação, por exemplo, de que a média de casos no período de sete dias encerrado ontem chegou a 6,16. No período imediatamente anterior foi de 2,5 casos por dia. A primeira confirmação de um paciente com o novo coronavírus em Vitória da Conquista foi no dia 1º de abril, daquela data até o fim do mês foram mais 30 casos, média de um por dia.

Com os 95 casos confirmados, Vitória da Conquista é o oitavo município com mais registros da Covid-19 entre os 220 com ocorrência da doença, mas, por outro lado, tem umas das maiores taxas proporcionais de cura. A quantidade dos pacientes considerados curados, no período de 19 dias até ontem, mais que dobrou, saindo de 24 para 49, isso representa 51,57% do total dos que adoeceram. A taxa de cura no estado é de 25,45% e a nacional é de 39,27%. Já a taxa de letalidade (considerando quatro mortes) é a quinta entre os municípios baianos com mais de 100 mil habitantes, com 4,21% de óbitos em relação aos casos confirmados. O percentual estadual é 2,96% e a nacional é 6,61%.

À medida que as notificações de casos suspeitos surgem e os testes são feitos, a possibilidade de surgirem muito mais casos confirmados aumenta, assim como destes a quantidade de casos descartados e de pessoas que são curadas. Desde 27 de fevereiro, quando surgiram os primeiros casos suspeitos, são 1.045 notificações, das quais 777 foram descartadas, ou seja, 74,35% das suspeitas não se confirmaram.

Os índices dos demais municípios são baseados nos números da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e os de Vitória da Conquista no boletim da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente