Não comemorou o São João antecipado ontem? Tudo bem. Na verdade, é hoje, diz decreto

BANNER_728x90_GIF

Teve gente que levou ao pé da letra a antecipação do feriado de São João para ontem (25), soltou fogos e até acendeu fogueira. Mas, teve quem ficasse chateado porque ficou sabendo em cima da hora e não aproveitou o dia. “Eu até faria uma canjica, cozinharia amendoim, pois já tenho licor”, disse uma leitora. Mas, para estas pessoas, uma informação importante: ainda dá tempo. Na verdade, o feriado de São João foi antecipado para esta terça-feira (26), para ontem foi o feriado da Independência da Bahia (2 de julho), é o que está no decreto do governador aprovado pela Assembleia Legislativa.

Curiosamente, foi antecipado para o primeiro dia o feriado que aconteceria depois, mas são detalhes que só os burocratas entendem. E se, às vezes, até quem está por dentro se engana, como evitar que o cidadão que já recebe tudo pronto não se confunde? O equívoco pode ser visto no portal da Secretaria de Comunicação. Lá, na página que lista as ações do Governo do Estado para combater o novo coronavírus está escrito que os feriados aconteceriam da forma como a maior da pessoas entendeu que seria: “O governador Rui Costa anunciou e a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) aprovou a antecipação de feriados na Bahia, válida para capital e interior. Duas datas de comemoração regional, o 24 de junho (São João) e o 2 de julho (Independência da Bahia), foram transferidas para os dias 25 e 26 de maio, respectivamente, em todo o estado”.

Claro que isso é de menor importância. O que importa é a intenção, o objetivo. A antecipação dos feriados teve como objetivo tentar reduzir a taxa de disseminação do novo coronavírus, fazendo com que as pessoas fiquem mais em casa. Mas, como não foram apenas dois ou três leitores que chamaram a atenção, alguns com bom humor, outros reclamando do governador, não apenas pela troca na ordem dos feriados, mas porque, segundo estes, a medida teria sido desnecessária (o BLOG discorda), decidimos publicar. Afinal, comunicação pede clareza, especialmente a comunicação governamental.

Repetimos, no e tanto, tanto faz que hoje seja feriado antecipado do dia 2 de julho ou do dia 24 de junho, o que vale é o resultado da medida.

A propósito de antecipação de feriados, não foram apenas leitores do BLOG que criticaram a medida. No caso Vitória da Conquista, o arcebispo também achou que não precisava. “A festa de Nossa Senhora vai existir dentro dos modelos que nós pudermos celebrar. Asseguro ao povo católico que nós vamos organizar a festa. Mas eu gostaria de dizer que, se cabe ao poder público contribuir para a não difusão do vírus, se pode fechar a cidade por uma semana, poder público do Brasil poderia fazer isso, é prerrogativa, não precisava esse mecanismo, de antecipar o feriado. O poder público pode parar na hora que fosse necessário. Utilizam esse mecanismo (antecipar feriado) o que se pode fazer? Nós acatamos e refletimos”, disse Dom Josafá Menezes em entrevista a uma rádio da cidade.


FOTO ILUSTRATIVA OBTIDA NA INTERNET

 

 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente