Dados do Governo Federal mostram que Vitória da Conquista já perdeu 1.381 empregos formais na pandemia

O novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) sistema do Ministério do Trabalho que reúne informações sobre admissões e demissões formais de trabalhadores no Brasil, foi reativado depois de três meses suspenso pelo Governo Federal. Na quarta-feira (27) foram divulgados os primeiros dados da nova fase e mostra que a pandemia do novo coronavírus teve um efeito devastador sobre o emprego no Brasil.

Em abril do ano passado, o Caged teve saldo de +129.601 postos de trabalho com carteira assinada no país, resultado de 1.374.628 admissões e 1.245.071 demissões. No mesmo mês de 2020, as contratações ficaram em 598.596 e número de desligamentos chegou a 1.459.099, gerando um resultado de -860.503 empregos. No período de janeiro a abril o saldo negativo foi de 763.232 vagas perdidas, resultado do maior número de desligamentos – 5.763.213 -, ante 4.999.981 admissões e demissões no país. No primeiro quadrimestre de 2019, o Caged registrou 5.529.457 admissões e 5.215.622 demissões, com um saldo positivo de 313.835.

A Bahia teve um saldo negativo de 32.482 em abril. No acumulado do ano, foram 37.538 demissões a mais que admissões. Já em Vitória da Conquista, em abril, ocorreram 505 contratações com carteira assinada e 2.247 desligamentos, com resultado negativo de 1.742 empregos perdidos. No mesmo mês do ano passado, o saldo de empregos no município também foi negativo, com 101 demissões e 74 admissões, mas o resultado, 27, representa apenas 1,55% da quantidade de vagas perdidas em abril deste ano.

O saldo de março também foi negativo, com corte de 168 vagas. Em fevereiro, segundo o Caged, ocorreu um surpreendente saldo positivo, com 598 admissões a mais que demissões. Naquele mês, a pandemia ainda não tinha efeito na cidade, que só chegou a registrar cinco casos suspeitos, sem confirmação. Janeiro também teve mais dispensas que contratações, com saldo negativo foi de 69.

Nos quatro primeiros meses o saldo negativo foi de 1.381. No mesmo período do ano passado, embora muito pequeno, o saldo de empregos tinha sido positivo. Foram 279 contratações formais e 262 desligamentos, resultado favorável de 17 vagas mantidas.

Parte da grande diferença nos números de um ano para outro pode ser atribuída a modificações de metodologia e cobranças adotada pelo Caged este ano. Segundo a Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, foi identificada a falta de prestação das informações sobre admissões e demissões por parte das empresas, o que inviabilizou a consolidação dos dados do referentes aos meses de janeiro e fevereiro. Em janeiro de 2020, foram identificadas 17.793 empresas que não prestaram informações de desligamento no eSocial. Em fevereiro de 2020 foram 18.454 e em março 17.420 empresas omissas.

 

DESEMPENHO DO EMPREGO FORMAL EM VITÓRIA DA CONQUISTA

SALDO DE VAGAS

2020 2019
ABRIL -1.742 -27
MARÇO -168 0
FEVEREIRO 598 41
JANEIRO -69 3
PERÍODO/ANO -1.381 17

FONTE: CAGED/MTE

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente