Pelo menos dez conquistenses já morreram por Covid-19 – cinco moravam fora. E cidade já registrou 11 óbitos, seis de pacientes de outros municípios

Como não há uma forma de centralizar esse tipo de informação, que chega aos blogs da cidade por meio de parentes e amigos das vítimas, não é possível afirmar a quantidade de conquistenses que morreram por causa da Covid-19 em outras cidades. Mas, pelo que já foi publicado na imprensa local, pelo menos cinco conquistenses que moravam fora acabaram falecendo depois de contaminados pelo novo coronavírus. Além deles, outros seis moradores de Vitória da Conquista também foram a óbito, sendo cinco na cidade, quatro em hospital e um em casa, e outro em um hospital de Ilhéus.

O conquistense que se tornou a primeira vítima fatal do novo coronavírus foi Ivimário Gomes da Silva, de 46 anos. Ele morreu em São Paulo, onde morava e trabalhava havia cerca de 10 anos, no dia 29 de março.

No dia 30, faleceu o empresário Oderman Bitencourt Martins, de 45 anos, nascido em Vitória da Conquista, mas radicado em Teresina, no Piauí. Oderman Bittencourt morreu depois de seis na UTI do Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela no dia 30 de março, depois ter sido tratado com cloroquina.

Também moradora no estado de São Paulo, Solange de Jesus Silva, 41 anos, morreu em Araraquara. Ela estava em São Paulo havia dois meses, onde passava uma temporada. Ele faleceu no dia 11 de abril. No fim da semana anterior fora internada em um hospital da cidade, mas acabou morrendo depois de seis dias na UTI. Solange morava no Recanto das Águas, em Conquista e era mãe de três filhos,

No dia 14 de maio, o ex-bancário da Caixa, Cristiano Ferraz Soares, morreu no Hospital Calixto Midlej Filho, da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. Cristiano Ferraz tinha trabalhado na agência Mongoiós, de Vitória da Conquista, mas já estava em Itabuna há algum tempo, para onde foi transferido pela Caixa.

O nome da quinta pessoa de Vitória da Conquista que morreu de Covid-19 em outra cidade não foi divulgado. Segundo boletim da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), era um homem de 62 anos, que foi internado em um hospital público de Ilhéus no domingo (24) e veio a óbito no dia seguinte, 25 de maio.

EM VITÓRIA DA CONQUISTA

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registra cinco mortes em Vitória da Conquista, quatro das quais em hospitais e uma em residência. A SMS considera o óbito como do município quando a vítima é pessoa residente na cidade ou na zona rural. Por isso, não colocou na conta a morte do paciente que estava internado no hospital de Ilhéus.

O primeiro óbito de morador do município ocorrido em Vitória da Conquista foi registrado no dia 13 de abril. Um homem de 69 anos. Dez dias depois, em 23 de abril, faleceu outro paciente do sexo masculino, de 76 anos. No dia 26 daquele mês, morreu uma mulher de 62 anos. No dia 3 de maio, veio a óbito um homem de 43 anos, sem comorbidade. E na segunda-feira (25) outro homem, de 61 anos, que estava na UTI do Hospital das Clínicas de Conquista (HCC), morreu em decorrência do novo coronavírus.

Ao todo, morreram de Covid-19 na cidade 11 pessoas. Além do registro de óbitos de cinco moradores do município, outras seis pessoas eram pacientes de outros municípios que estavam em tratamento na cidade.

No dia 9 de maio, uma mulher de 80 anos, residente em Paramirim. Outra mulher, de 75 anos, de Mirante, veio a óbito no dia 14. No dia 22, a vítima foi um homem de 82 anos, residente em Jequié. Na última terça-feira (26), uma terceira mulher morreu em Conquista vítima do novo coronavírus. Ela era de Ibirapitanga e tinha 79 anos. Já na quarta-feira (27), morreram dois homens de outras cidades

Nesta sexta-feira (29) a SMS divulgou que Vitória da Conquista registrou 134 casos confirmados de Covid-19. São 305 paciente com sintomas suspeito da doença , sendo que 224 aguardam resultado de exame laboratorial e 81 aguardam coleta de amostra. Desde 27 de fevereiro, quando surgiram os primeiros casos suspeitos, já são 1.412 notificação no município, com 973 casos descartados. Das 134 pessoas que se contaminaram com o novo coronavírus, 100 estão curadas. Dos casos ativos, 29, seis estão internados em hospitais da cidade e 29 cumprem quarentena domiciliar.


NA FOTO: IVIMÁRIO, ODERMAN, SOLANGE E CRISTIANO. ÀS FAMÍLIAS DELES E DELA E DE TODAS AS VÍTIMAS DO NOVO CORONAVÍRUS, O PESAR DO BLOG. POR FAVOR, CUIDEM-SE.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

5 thoughts on “Pelo menos dez conquistenses já morreram por Covid-19 – cinco moravam fora. E cidade já registrou 11 óbitos, seis de pacientes de outros municípios

  1. Muito cuidadosa e detalhada a cobertura deste Blog em relação a todos os temas, em especial quanto à Covid-19.

    Infelizmente, não existem dados (ou não são divulgados) sobre indicadores importantes para a melhor compreensão do comportamento do vírus em Conquista como, por exemplo, a Taxa de Transmissibilidade ou de Contágio (cada pessoa contaminada tem potencial de contaminar quantas outras pessoas).

    Os infectologistas, epidemiologistas, estudiosos do tema afirmam que esse indicador é essencial para se entender se a doença está relativamente sob controle (Taxa de Contágio (maior do que) 1).

    O Brasil estava com uma Taxa de Contágio = 2,8, a maior entre 48 países (https://pebmed.com.br/covid-19-taxa-de-contagio-no-brasil-e-de-28-a-maior-entre-48-paises/).

    1. Oi, Bira. alegria vê-lo aqui. Obrigado pela leitura e pelo comentário.
      Já a taxa de infecção tem se mantido na média de 1,47 (média semanal de 1,033 e 1,046 registrada de 28 para 239/05) , bem abaixo do estado e esse é um ponto a favor das propostas de flexibilização, assim como a taxa de ocupação dos leitos hospitalares.

Comente