Covid-19 em Conquista cresceu 72% na semana que passou, mas só 2,34% entre sábado e domingo

BNI_728x90px_CONTAS-PAGA

A semana passada, em Vitória da Conquista, terminou como começou: com polêmica em torno da flexibilização das restrições de funcionamento das atividades comerciais e de serviço. Na segunda-feira (1º) a reação era de grande temor com a possibilidade do aumento dos casos de Covid-19 depois da reabertura do comércio, autorizado a funcionar em regime de rodízio de turnos por categoria de produtos. O temor era justificável, no domingo o município chegara a 152 casos confirmados do novo coronavírus, um percentual de 39,44% de crescimento.

Ontem, quando foi anunciado que não apenas o comércio permaneceria aberto, como o plano de flexibilização avançaria, o aumento de casos confirmados no decorrer da semana tinha chegado a 68,42%. Para colocar aumentar a tensão, a Prefeitura atrasou a divulgação do boletim no sábado, por conta de uma atualização nos dados e quando liberou estava cheio de informações diferentes, com números altíssimos de notificações e casos em investigação, além da redução de quatro casos que antes apareciam como confirmados.

A decisão de prosseguir com a flexibilização, avançando para a segunda fase, com a reabertura de salões de beleza, barbearias e outras atividades de tratamento de beleza, além de floriculturas, bancas de jornais e lojas de animais vivos, também gerou angústia porque o crescimento da quantidade de casos tem sido constante há mais de duas semanas, desde o dia 14 de maio, e porque na consideração da primeira semana de comércio aberto, os casos aumentaram 72,36% e esse não é um percentual que tranquiliza ninguém, nem o Comitê de Gestão de Crise, cuja confiança nos dados que expõe para justificar as medidas que orienta o prefeito Herzem Gusmão a tomar.

Mas, a esta altura o importante é que começa mais uma semana sob a ameaça da Covid-19 e mais atividades estão agregadas à lista do que pode abrir para o público, seguindo regras estipuladas pela Prefeitura de Vitória da Conquista, que exercerá fiscalização rígida e constante, de acordo com o prefeito. No domingo (7) foi divulgado que o município chegou a 262 casos confirmados, aumento se seis novos casos em relação ao dia anterior e isso significa que só aumentou 2,34%. E mais: não foi o menor percentual da semana: depois de corrigidos os números da sexta-feira, com a retirada de quatro casos que seriam de outras cidades, o percentual de crescimento na sexta, comparado com a quinta, foi de apenas 0,92%.

A semana passada teve dias com crescimento acima de 11% e no sábado chegou a 17% e isso não nos libera para tocar trombeta, pois os números são muito dinâmicos e dependem de muitos fatores, inclusive da velocidade do processamento do exames, mas não é proibido ter otimismo e esperança. E para que esses sentimentos se traduzam na realidade que queremos e precisamos, é necessário ficar em casa o máximo possível, só sair se for realmente necessário. E se sair, tomar os cuidados recomendados pelas autoridades.

Relembrando: usar máscara, usar álcool gel, manter distância espacial, fugir de aglomerações como se corre da morte, evitar tocar em objetos e superfícies; 3. Ter fé, mas não apostar em milagres fáceis.


FOTO DESTAQUE: ARTE SOBRE FOTO DE SIDNEI FERRAZ (CASA DO VÍDEO DE VITÓRIA DA CONQUISTA)

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente