Registros de Covid-19 em Conquista mais de que dobram em junho e aumento de casos ativos acende alerta na Prefeitura

Em junho, a média de novos casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus em Vitória da Conquista é de 14 por dia. Ontem, com 24 casos, a segunda maior quantidade em 24 horas, foi registrado o 393º caso confirmado. O aumento foi de 158,5%, um dos mais altos do estado. Os números assustam, mas a proporção de casos curados vinha representando um alívio.

A velocidade de cura registrada em Conquista mantinha até a semana uma quantidade razoavelmente baixa de casos ativos (as pessoas que continuam em tratamento e que ainda podem transmitir o novo coronavírus), entretanto, este índice também vem crescendo. No dia 1º de junho eram 30 e a média era de 35 primeira semana de junho. Na segunda semana, com o aumento da quantidade de pacientes de Covid-19, o município chegou a ter 54 casos ativos, com média de 47,4 por dia. No boletim de ontem (16) eram 335 curados e 52 casos ativos.

O aumento dos casos ativos foi o argumento para a decisão de adiar as fases 3, 4 e 5 do protocolo de reabertura, de acordo com Kairan Rocha Figueiredo, coordenador do Comitê de Gestão de Crise (CGC), formado por seis secretários municipais, em entrevista à Mega Rádio.

Vitória da Conquista está na terceira semana de flexibilização, iniciada no dia 1º de junho com a reabertura do comércio considerado não essencial. Já foram reabertos também salões de beleza, barbearias, lojas de animais vivos e igrejas, estas antecipadamente, pois faziam parte da quinta fase, junto com escolas, teatros, cinemas, casas de shows e eventos. Para manter a situação como está, avançar ou retroceder, o protocolo definido pela Prefeitura estabelece dois parâmetros: o percentual de crescimento do casos confirmados e a taxa de ocupação dos leitos hospitalares dedicados à Covid-19.

Com um percentual de crescimento igual ou maior que 20% o protocolo indica retroceder, voltar atrás. Na semana passada, até sábado (13), o aumento foi de 36,25%, mas o CGC considera a média diária.

Já a taxa de ocupação de leitos variou, com média de 33,58%. No geral, o maior percentual foi de 34,21%, no dia 11. Para o leitos de UTI, a taxa mais alta ocorreu entre 11 e 13: 56%, ou 28 pacientes. Nos leitos clínicos, a maior ocupação foi no dia 15, com 15 pessoas internadas, uma taxa de 23,40%. No boletim de ontem, a Secretaria Municipal de Saúde informou que a ocupação dos 50 leitos de UTI era de 52% (26 pacientes), de enfermarias 18,80% (12 pacientes), perfazendo um total de 38 pessoas internadas, 33,33% do total de leitos disponíveis.

Mas, outros fatores são avaliados pela Prefeitura para tomar decisões relacionadas à flexibilização entre si. Um exemplo: na mesma semana em que decidiu antecipar a reabertura dos templos religiosos em três fases, o governo municipal decidiu aumentar de sete para 15 dias o prazo entre as fases, adiando a reabertura de bares, restaurantes, academias de ginástica entre outros. Como dito, o fator levado em conta para o adiamento foi o aumento dos casos ativos.

VEJA OUTROS DADOS DA PANDEMIA EM CONQUISTA

A taxa de isolamento social, monitorada pela plataforma digital InLoco e disponibilizada mostra que as pessoas circulam muito em Vitória da Conquista. O ideal é que 70% fiquem em casa, mas, os dados indicam que  o conquistense não segue essa recomendação. À exceção dos domingos os índices de isolamento social na cidade são sempre menores que 40%, uma média de 36,92%.

Vitória da Conquista e destaca por sua alta proporção de curados em relação aos casos confirmados. No último boletim, eram 335 pacientes recuperados em 393 casos, proporção de 85,24%.

ÓBITOS

A taxa de letalidade, proporção de mortes em relação ao número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, subiu esta semana e passou a 1,52%. Ocorreram seis óbitos de pacientes que tinham endereço de residência em Vitória da Conquista e, de acordo com a secretaria estadual de Saúde, outras 22 pessoas de diversos municípios faleceram por Covid-19 em hospitais da cidade.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente