Direção do Conjunto Penal de Vitória da Conquista explica a familiares que único detento com Covid-19 está isolado

Familiares de internos do Conjunto Penal de Vitória da Conquista (CPVC), que, segundo um blog local, estariam preparando uma manifestação na porta da unidade, se reuniram, nesta segunda-feira (22), com a direção do estabelecimento, sem que tenha ocorrido qualquer manifestação de protesto ou incidente, de acordo com o relato do diretor do CPVC, Capitão Gilberto Silva, que conversou com representantes das famílias.

Participaram da reunião, além do Capitão Gilberto, o vice-presidente do Conselho da Comunidade para Assuntos Penais, Gabriel Barros; os conselheiros Gilvan Ribeiro e Wallas Santos; a representante da Pastoral Carcerária, Maria Helena Almeida; o policial penal Marcos Vinícius, da Coordenação de Monitoração Eletrônica, e  quatro representantes dos familiares dos custodiados.

Segundo  a direção do CPVC, a reunião transcorreu  em clima bastante tranquilo e amistoso, quando foram apresentados pelas demandantes os temas sobre a entrada de roupas de frio, alimentação, materiais de higiene e limpeza para uso dos internos no interior da unidade. O diretor da unidade informou que analisará, com o escalão superior da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), para alinhamento das posições a serem adotadas.

Aos familiares de detentos também foi explicada a situação do interno testado positivamente para o Covid-19. O detento veio transferido de Itabuna e por aquela região se tratar de um foco de contágio, foi submetido ao teste, apesar de encontrar-se assintomático. Logo após o resultado, com o resultado positivo foi encaminhado para uma cela individual, onde cumpre quarentena de 14 dias, em isolamento, sem nenhuma intercorrência.

O CPVC informou aos familiares que nenhum dos monitores de ressocialização, que estão em contato direto com os internos, testou positivo para Covid-19. Os únicos quatro casos positivados da unidade foram do setor administrativo.
A direção do conjunto penal ressaltou que, em nenhum momento, houve qualquer tipo de tentativa de incitação à violência ou outra medida que pudesse alterar a rotina da unidade por causa da presença das solicitantes nas imediações da unidade.

Foram comunicadas, ainda, aos presentes na reunião todas as medidas de enfrentamento a pandemia do Covid-19 que o CPVC vem adotando, como a instalação de torneiras nas entradas da unidade e dos pavilhões; a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção e face shield pelo colaboradores e de máscaras pelo internos, em qualquer deslocamento fora das celas; toda a unidade é a desinfectada, semanalmente, por empresas especializadas; instalação de uma placa divisória de acrílico em todos os setores que realizam atendimentos de internos, entre outras medidas.

O Conjunto Penal de Vitória da Conquista foi inaugurado em agosto de 2016 e é administrado no modelo de cogestão, entre o Governo de Estado e a Empresa Socializa, sendo um estabelecimento prisional integrante da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização destinado à custódia de presos sentenciados do regime fechado e presos provisórios.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente