Anúncios

Tbt, PGP, obras, story | Uma visão da campanha dos pré-candidatos a prefeito de Conquista nas redes sociais

Marcadas para os dia 4 de outubro (1º turno) e 25 de outubro (2º turno), as eleições municipais deste ano devem ser adiadas por causa da pandemia da Covid-19. O Senado aprovou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) mudando as datas para 15 e 29 de novembro, mas falta a votação na Câmara, onde é incerto que a proposta seja mantida, podendo ter outras datas. Pelo que está colocado, as eleições acontecerão 42 dias depois do que está estabelecido.

O alongamento do prazo coloca pressão sobre os pré-candidatos, porque exige que mantenham a visibilidade por um período muito prolongado com o qual não contavam. Sem o adiamento estariam faltando 20 dias para o início da propaganda eleitoral geral, com campanha de rua e divulgação pela internet. Para a propaganda na TV e no rádio faltariam 32 dias. Se a PEC prosperar na Câmara, a campanha de rua vai começar daqui a dois meses, no dia 27 de setembro, e a propaganda na TV no dia 9 de outubro.

É muito chão para andar. Mas, claro que isso é apenas força de expressão, já que o novo coronavírus impôs, entre outra exigências, o distanciamento social, o isolamento, que impede os pré-candidatos de fazerem campanhas no modo tradicional, com visitas, reuniões e abraços, muitos abraços. Isso faz com que as redes sociais sejam o caminho para vencer os prazos e apresentar propostas, ganhar ou ampliar visibilidade e manter-se competitivo até a hora que a campanha oficial for liberada. E isso exige profissionalismo e dinheiro, o mais difícil para a maioria.

O BLOG fez uma pesquisa sobre a utilização das duas principais redes sociais da internet (Facebook e Instagram) pelos sete pré-candidatos a prefeito de Vitória da Conquista e é visível a diferença do desempenho de Herzem Gusmão (MDB) e Zé Raimundo (PT) em relação aos demais neste campo. Os dois atualizam as postagens constantemente e fazem uso dos stories (posts que são veiculados por 24 horas e que costumar obter mais visualizações que uma postagem no feed).

ZÉ RAIMUNDO

Zé Raimundo é mais partidário e divide espaço da campanha com publicidade de sua atuação em outros municípios. Também faz uso de mensagens e menções a seu favor de lideranças do seu partido, como o governador Rui Costa. Na semana passada, por exemplo, Rui, o senador Jaques Wagner e outros nomes do PT participaram do lançamento do PGP, que sugere a participação popular na elaboração do programa de governo. Zé e o PT utilizaram as redes para divulgar o evento como se fosse o lançamento “oficial” de sua pré-campanha.


HERZEM

Do ponto de vista de produção de material para as redes sociais, Herzem tem se beneficiado das atividades inerentes ao cargo e posta fotos visitando obras ou setores da Prefeitura nos bairros e na zona rural. Indiferente ao fato de ter 72 anos e fazer parte do grupo de maior risco de adoecer pela Covid-19, coloca a máscara e vai para campo. Mas, como tem que evitar contatos físicos, os abraços e a aproximação com o eleitor aparece como tbt (lembranças publicadas no Facebook e Instagram, geralmente às quintas).


SALOMÃO

David Salomão (PRTB) também posta praticamente todo os dias, a maior parte é vídeo acusando o PT, o prefeito, os colegas vereadores ou a Justiça de alguma coisa. Salomão tem um notável domínio do vídeo, tornou-se um especialista e agrada aos seguidores com discursos fortes, carregados de gestos e frases duras, que lhe emprestam a aura de valente, que muita gente aprecia. A larga utilização das redes sociais pelo vereador o colocou em boa posição nas pesquisas de intenção de voto.


ROMILSON

Depois de um tempo fazendo um uso intenso das redes sociais, quem deu uma freada foi Romilson de Souza Filho (PP). Nos últimos dias ele sinaliza uma retomada no Instagram, com cards de inspiração, mas sem os vídeos com que vinha marcando posição, com justificação de sua pré-candidatura com poucos recursos e fazendo oposição frontal ao prefeito Herzem Gusmão. O último no Facebook foi no dia 20 de maio, no Instagram antes, dia 5.


MARIS STELLA

Quem vem ocupando espaço na internet – e no dia a dia da política conquistense – é a historiadora e ativista cultural Maris Stella Novaes, da Rede. Ela tem dado prioridade ao Instagram, onde faz apresentação de sua pré-candidatura e das razões por que topou a empreitada de enfrentar meia dúzia de homens, alguns com décadas de exposição e conhecimento. Dá para ver que Maris Stella e a Rede estão procurando dar uma cara profissional e graficamente aprazível à pré-campanha com fotos posadas e design organizado.


CABO HERLING

O Presbítero Cabo Herling (Avante) ainda está começando a usar Facebook e Instagram como ferramenta de pré-campanha. As postagens mais recentes no Instagram foram uma foto dele com uma mensagem em que faz referência a sua passagem pela coordenação de trânsito em Vitória da Conquista e um vídeo em que homenageia pastores evangélicos, sua postagem de maior visibilidade. No Facebook, Herling relembrou seu tempo no Simtrans, com a hashtag “Conquista era livre”.


FERDINAND

Já se depender das redes sociais do professor Fernand Martins ninguém saberá que ele é o pré-candidato a prefeito pelo PSOL. O Instagram dele é voltado para divulgar sua atividade como divulgador de alimentos orgânicos e participante da feira de produtos saudáveis da Praça da Escola Normal. O espaço do Facebook é quase todo usado por terceiros e apenas dois ou três postagens referentes ao próprio Ferdinand. A última atualização feita por ele no Facebook foi a mudança da foto de perfil no dia 26 de julho do ano passado.

Anúncios

Comente

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: