Alerta | Leitos hospitalares para Covid-19 em Vitória da Conquista caem para 84 e taxa de ocupação sobe

Com o cancelamento, por parte da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), do contrato de utilização dos leitos do Hospital IBR para pacientes com Covid-19 atendidos pelo SUS, a quantidade de leitos hospitalares exclusivos para o novo coronavírus em Vitória da Conquista tem uma redução de 73,68%, saindo de 114 para 84, sendo 40 de UTI e 44 leitos clínicos. O contrato com o IBR previa dez de UTI e 20 clínicos.

Com essa mudança, a taxa de ocupação sofre uma preocupante alteração. De acordo com o último boletim da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), até as 19 horas de ontem havia 25 pacientes internados em UTI em Vitória da Conquista e 22 em leitos clínicos. Isso significa que as taxas e ocupação, com o fim do contrato do IBR passam, automaticamente, logo que os pacientes forem transferidos para os outros hospitais (HCC, São Vicente e Hospital de Base), a ser 65% nas UTIs, 50% nos clínicos e 56% no geral.

VEJA COMO ESTAVA E COMO FICA (COM DADOS DE ONTEM)

A preocupação se acentua quando considerado que a SMS detectou problemas de configuração na UTI do HCC, que seria composta por quartos individuais, o que impediria o uso dos dez respiradores existentes pelos 20 leitos contratados pelo Governo do Estado naquele hospital. Diante desse questionamento, que o Município reforçou em representação do Ministério Público Federal (MPF), pode ocorrer de Vitória da Conquista contar, efetivamente, com apenas 30 leitos de UTI, incluindo o Hospital de Base e o São Vicente.

Com a palavra o secretário Fábio Vilas-Boas, da Sesab.

 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente