Recuperado de grave acidente, Major Mascarenhas reassume comando da Caesg


Depois de três meses, o Major Edson Mascarenhas, já está em plena atividade à frente da Companhia Independente de Policiamento Especializado Sudoeste (Cipe Sudoeste), mais conhecida como Caesg (antigo nome da unidade). O comandante ficou afastado em razão de um grave acidente de carro, ocorrido no dia 7 de abril, quando ele chegando a Manoel Vitorino, em viagem com a família em seu carro particular.

O reencontro de Mascarenhas com a tropa foi marcado pela emoção, compreensível mesmo entre homens e mulheres acostumados a demonstrar resistência em uma atividade marcada pela dureza. Afinal, não estava de volta apenas o líder da tropa, mas o companheiro de corporação que quase perdeu a vida de forma trágica. Durante a cerimônia de reassunção, o Major Mascarenhas agradeceu a acolhida e o compromisso da tropa.

“Quero agradecer a fidelidade, compromisso e ética com o qual os senhores desempenharam suas funções, mesmo na minha ausência tornando mais tranquilo o nosso retorno”, destacou o comandante.

Após o cerimonial, o Major Mascarenhas reuniu-se com o corpo de oficiais para traçar o Plano de Trabalho da Unidade colocando em prática os Objetivos Estratégicos traçados pelo Alto Comando da Corporação.

IGUAL A UM MENINO

O acidente, ocorrido 96 dias antes do retorno presencial de Mascarenhas ao comando, foi por volta das seis e meia da manhã do dia 7 de abril, uma terça-feira, na BR-116, nas proximidades da cidade de Manoel Vitorino. O major estava com a família (esposa, um filho e uma filha) e seguia para Jequié, quando o carro dele foi atingido por outro automóvel que vinha em sentido contrário, depois que o motorista perdeu a direção e invadiu a pista.

O oficial e a família foram fomos socorridos e levados para o Hospital Prado Valadares, onde foram realizados os primeiros procedimentos que salvaram as vidas dos quatro. Posteriormente, uma unidade do Grupamento Aéreo da PMBA (GRAER) levou o grupo para Salvador, onde foram internados no Hospital São Rafael para continuar o tratamento.

O Major Mascarenhas ficou 30 dias no hospital, dos quais 20 na UTI. Depois, mais dois meses de fisioterapia, exames e acompanhamento médico até ser liberado para reassumir o comando da Caesg, o que ocorreu na segunda-feira (13).

Ao BLOG, o comandante disse que retornou ao ambiente de trabalho, “vibrando igual a um menino. Demonstrando toda gratidão a Deus, que salvou nossas vidas e permitiu que ela continuasse com qualidade”.

Ele considera que o acidente que foi “uma tribulação por que eu tinha que passar, para sair ainda mais fortalecido da certeza do poder e do amor de Deus”. A expectativa, segundo oficial é de continuar a trajetória na PM, “elevando o nome da instituição e protegendo a sociedade, conforme juramento firmado ainda no ventre de nossa Instituição, a Academia Militar”.

O BLOG deseja ao Major Mascarenhas, sua família e à tropa êxito na continuidade de suas vidas e ações. A Bahia, o Sudoeste e Vitória da Conquista ficam gratos.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente