Vitória da Conquista teve 1.786 casos de Covid-19 em julho, crescimento de 345%. Veja os bairros que tiveram mais aumento



No mês de julho Vitória da Conquista teve um crescimento proporcional de casos de Covid-19 menor que em junho, quando começou a flexibilização das atividades econômicos, com a reabertura do comércio considerado não essencial. Naquele mês foram registrados 577 novos casos, um aumento de 380%. Já em julho, o crescimento foi de 345%, com 1.785 casos a mais. No período foram reabertos bares, restaurantes, lanchonetes e academias de ginástica, mas não se pode atribuir a razão do crescimento da quantidade de pessoas infectadas ao funcionamento desses estabelecimentos.

Em junho os casos foram registrados em 57 bairros e dois distritos da zona rural, no mês seguinte já são 84 bairros e 34 localidades do interior do município. Na cidade, 2.429 pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus, enquanto na zona rural foram 86, do total de 2.515 casos confirmados de Covid-19.

O bairro com maior incidência é o Candeias, com 213 casos, seguido de Brasil, 160; Boa Vista, 157; Alto Maron, 136 e Ibirapuera, 129. No grupo com menos de 100 registros, estão à frente: Patagônia, com 98; Primavera; 79; Centro, 75; Guarani, 74; Felícia, 73; Recreio, 71; Urbis VI, 69; Morada dos Pássaros, 67; Vila Serrana, 66; Campinhos/Loteamento Jatobá, 56; Jurema, 55; Lagoa das Flores, 51 e Urbis V, com 50 casos. Veja os demais no quadro ao lado. Clique para ampliar.

Os bairros onde ocorreram os maiores aumentos em números foram Candeias, que aumentou 121 casos em julho; Brasil, 116; Boa Vista, 102; Ibirapuera, 101 e Alto Maron, com 82 a mais no mês. Entre os que tiveram acima de 50 novos registros estão: Patagônia, 58; Guarani, 54; Morada dos Pássaros, 52; e Vila Serrana, 50.

Já em termos percentuais que ficou à frente foi o bairro Alegria, com 1.400% de aumento em 30 dias, tendo saído de um registro no início do mês, para 15. Depois, até 500%, vêm Urbis IV, 900%; Morada Real, 750%; Henriqueta Prates, 633%; Renato Magalhães, 633%; Cidade Serrana, 600%; Campinhos/Loteamento Jatobá, 522%; Alto da Colina, 500%; Copacabana, 500,0% e Vila Elisa, que também teve um crescimento de 500%.

Na zona rural, as localidades com maior número de casos são Inhobim/Baixão, com 9; Povoado Capinal, 7; Iguá, 7 e povoado de Vereda Grande, 5. Veja os demais no quadro ao lado. Clique para ampliar.

Na tabela abaixo, que mostra a partir do maior aumento absoluto, estão todos os bairros de Vitória da Conquista onde ocorreram registros de Covid-19, com o total os casos, números do começo e do final do mês e o aumento ocorrido, em termos absolutos e percentuais.

Os números do Jatobá foram incorporados ao do conjunto Campinhos/Loteamento Jatobá pela Secretaria Municipal de Saúde.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: