Arcebispo Dom Josafá Meneses, celebra missa no Conjunto Penal de Vitória da Conquista


Como primeira de uma série de etapas, que visam o retorno gradual das visitações religiosas Conjunto Penal de Vitória da Conquista (CPVC), o arcebispo de Vitória da Conquista, Dom Josafá Meneses da Silva, celebrou uma missa no local, promovida pela Pastoral Carcerária da Arquidiocese, com a participação dos colaboradores lotados na unidade, além de prepostos do Conselho da Comunidade para Assuntos Penais.

Após o evento, ocorreu um congraçamento entre todos os participantes e depois foi realizada uma visita para apresentar as instalações ao Dom Josafá.

O diretor do CPVC, capitão PM Gilberto Silva, ressalta que “a parceria entre as Instituições é muito importante em todos os momentos, nesse contexto atual tem se revelado ainda mais fundamental. Trazer para os nossos colaboradores uma palavra de reflexão sobre esse terrível cenário em que estamos tentando sobreviver, serve para mostrar que não estamos sozinhos e precisamos sempre uns dos outros”.

Segundo o diácono Genildo Souza, “nesses momentos de imensa aflição que o mundo vem passando, trazer a palavra de Deus sempre traz conforto e alento, e para esses profissionais com certeza esse instante terá um grande valor” .

Todos os procedimentos obedeceram as diretrizes e protocolos de segurança e higiene, a fim de evitar o contágio pelo novo coronavírus. Vale registrar que desde 19 de março de 2020, quando foram suspensas as visitações religiosas e de familiares, o CPVC não apresentou nenhum caso de interno positivado para Covid-19.

O Conjunto Penal de Vitória da Conquista foi inaugurado em agosto de 2016 e é administrado no modelo de cogestão, entre o Governo de Estado e a empresa Socializa, sendo um estabelecimento prisional integrante da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), destinado a custódia de presos do sexo masculino sentenciados do regime fechado e presos provisórios.


FONTE E FOTOS: DIREÇÃO DO CPVC

 

 

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente