Vitória da Conquista | De onde saíram os votos para a virada de Herzem Gusmão no 2º turno

 

Equivocadamente, em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (30), o prefeito Herzem Gusmão atribuiu à conquista dos indecisos o aumento da sua votação e a virada no segundo turno. Ele destacou que Vitória da Conquista teve a menor abstenção entre os 57 municípios brasileiros que tiveram disputa no segundo turno, 18,17%, e que isso teria sido resultado de uma ação planejada da sua campanha.“Vimos que mais de 43 mil pessoas deixaram de comparecer às urnas no primeiro turno e decidimos ir buscar esses votos, inclusive de idosos que não votaram por preocupação com a pandemia”. Herzem usou o exemplo do ex-prefeito Raul Ferraz, que fez questão de vir de Brasília para votar nele.

A totalização, no entanto, não confirma a leitura de Herzem e aponta que é muito mais provável ter a virada ocorrido porque ele recebeu a votação quase maciça dos eleitores dos candidatos que ficaram fora do segundo turno, acrescido da maioria dos votos de eleitores que anularam ou votaram em branco em 15 de novembro.

A chapa Herzem Gusmão e Sheila Lemos teve 18.632 a mais de um turno para outro. Já a abstenção foi reduzida em apenas 3,74%, caindo de 43.626 para 41.994 ou 1.632 votos, bem abaixo do acréscimo que o prefeito obteve.

Anularam o voto na primeira parte da eleição 11.880 eleitores e votaram em branco 4.095, somando 15.975 votos. No segundo turno a soma caiu para 9.146, ou seja, 7.099 eleitores que invalidaram seus votos no primeiro turno decidiram votar no segundo.

A soma dos 7.099 com a quantidade de votos dados a David Salomão, Romilson Filho, Maris Stela, Ferdinand Martins e Cabo Herling (11.122) chega a 18.221 votos, apenas 411 acima da quantidade de votos novos dados a Herzem no segundo turno.

Já Zé Raimundo e Luciana Oliveira tiveram uma votação 17,62% maior no segundo turno, tendo chegado a 82.942 votos, 1.221 a mais que no primeiro. É mais fácil dizer que o eleitor que faltou no primeiro turno e votou no segundo optou pelo candidato do PT e não por Herzem. No entanto, ficou longe de ser o suficiente para Zé Raimundo confirmar a vitória no primeiro turno.

VARIAÇÃO VOTO DO 1º PARA O 2º TURNO – Candidatos

1º turno 2º turno Aumento %
Herzem 78.732 votos 97.364 18.632 23,66%
Zé Raimundo 81.721 votos 82.942 1.221 1,49%

VARIAÇÃO VOTO DO 1º PARA O 2º TURNO – Abstenção, nulos e brancos

1º turno 2º turno Redução %
Abstenção 43.626 41.994 1.632 3,74%
Nulos 11.880 6.509 5.371 45,21%

Brancos

4.095

2.367

1.728

42,19%

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

1 thought on “Vitória da Conquista | De onde saíram os votos para a virada de Herzem Gusmão no 2º turno

Comente

%d blogueiros gostam disto: