Números da PM apontam que Vitória da Conquista caminha para menor índice de assassinatos em 14 anos


O ano de 2019 teve a menor quantidade de crimes violentos letais intencionais (CVLI), que abrangem homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, em Vitória da Conquista, desde 2007. Foram 129 mortes, ante 171 em 2018.

Já para este ano, o indicativo é de que o índice de assassinatos deve continuar a tendência de queda que se registra desde o segundo semestre de 2018. Até o dia 30 de novembro, ocorreram 109 CVLI em Vitória da Conquista, segundo relatório do Comando de Policiamento da Região Sudoeste (CPRSO). No mesmo período do ano passado foram 117, chegando a um total de 129 no final do ano. A média mensal dos 11 meses de 2020 foi de 9,9 mortes e a do ano passado 10,63 no mesmo período.

As estatísticas da violência no município apresentam um dado peculiar desde 2008: nos anos pares os números vinham sendo mais altos que nos ímpares. Foi assim, por exemplo, de 2017 para 2018. Porém, a prosseguir na média dos últimos 11 meses, 2020 pode quebrar essa lamentável estatística, com o menor índice de assassinatos em 14 anos, menos que 2007, quando foram registrados 123 CVLI. Até o fechamento desta matéria o mês de dezembro teve um homicídio no município.

De acordo com o CPRSO, novembro de 2020 se apresentou como um “mês repleto de peculiaridades no que se refere à segurança pública”. Além da pandemia, ocorreram as eleições municipais, que seriam em outubro, mas foram adiadas, e houve, ainda, a liberação de mais de dois mil presos que estavam à disposição da justiça, sendo que mais de 25% na região Sudoeste. E isso em um trimestre em que, historicamente, aumentam os índices de mortes violentas.

Para enfrentar as dificuldades apresentadas, o Comando Regional Sudoeste intensificou as ações das unidades de seu orgânico (77ª CIPM, 78ª CIPM, 92ª CIPM e CIPT Sudoeste), bem como realizou ajustes na Operação Pacto Pela Vida, implementando as atividades de inteligência e a aplicação de motocicletas.

De acordo com o comandante do CPRSO, Coronel Ivanildo da Silva, “as medidas surtiram efeito no município de Vitória da Conquista, pois conseguimos conter um incremento ainda maior das mortes e melhoramos nossa produtividade”.

Na região sob responsabilidade do Comando de Policiamento da Região Sudoeste, que abrange 93 municípios, até novembro foram 407 CVLI, 20 a mais que no mesmo período do ano anterior. Dentre as cidades da jurisdição do CPRSO, Vitória da Conquista terminou novembro com duas mortes a mais que no mesmo mês do ano passado, enquanto Jequié observou uma queda na quantidade de mortes violentas intencionais de sete uma comparando os dois períodos – uma diminuição de 85,7%.

Comparativamente com as demais regiões, a de Vitória da Conquista e Jequié se mantêm dentro da meta da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP) neste semestre, com reduções de 9,3% e 7,5%, respectivamente, valendo ressaltar que a AISP 57 – Vitória da Conquista mantém uma redução de CVLI de 12,7% neste ano, ou seja, 23 vidas salvas em relação a 2019.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente