Sheila Lemos assina Cooperação Técnica para implantação de Parque Tecnológico em Vitória da Conquista

Um Termo de Cooperação Técnica firmado entre a Prefeitura de Vitória da Conquista e a Fundação Educacional de Vitória da Conquista (Fundec), assinado pela prefeita em exercício, Sheila Lemos, ontem (13), é o primeiro passo para viabilizar a implantação de um Parque Tecnológico voltado a micro e pequenas empresas – o Hub Sudoeste. O projeto começa a ser implantado no mês de março. Caso a sua metodologia seja aprovada, será possível expandir o Parque para mais quatro municípios da região, a partir do segundo semestre de 2021.

A prefeita em exercício, Sheila Lemos, destacou que este é o primeiro compromisso assumido no plano de governo apresentado pelo prefeito Herzem Gusmão na campanha que começa a ser cumprido. “O governo está muito feliz com a assinatura deste convênio. Foi uma proposta articulada pelo prefeito Herzem Gusmão, e tenho certeza de que ele estaria muito feliz aqui, participando deste ato. É um momento que vai mudar Vitória da Conquista, colocando nossa cidade como polo tecnológico na Bahia, quiçá no Brasil”, destaca.

INOVAÇÃO

O projeto do Hub Sudoeste, já aprovado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), vinculada ao Ministério da Economia, tem como objetivo  abrigar e promover avanços tecnológicos com o desenvolvimento de negócios inovadores, com a parceria de diferentes agentes públicos e privados. Segundo Victor Dutra, coordenador do projeto, 100 empresas serão selecionadas.

O Parque Tecnológico pretende propiciar o desenvolvimento de startups, estimular inovação para as empresas, entre outras ações que englobem as áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação, Biotecnologia e Biociência.

“As áreas foram escolhidas levando em conta os diferenciais e vantagens comparativas da cidade de Vitória da Conquista, como os cursos existentes na cidade, o número de professores, pesquisadores e cientistas existentes, o ambiente empreendedor bastante favorável, com a existência de diversos negócios nascentes que poderiam ser potencializados através de um ambiente de aceleração ou incubação”, explicou o secretário municipal de Trabalho, Renda e Desenvolvimento Econômico, Cláudio Cardoso.

O Professor Cleophano Lamego, presidente da Fundec, observou que “um parque tecnológico traz a tecnologia como inovação para as empresas, onde elas passam a prestar mais serviço e produzir mais, a custos mais baixos. Isso aí vai gerar um impacto muito grande em toda a região.”

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente