Herzem já está fazendo bicicleta ergométrica, diz Marcos Ferreira em meio a boatos sobre saúde do prefeito




Internado para tratar de Covid-19 desde o dia 18 de dezembro, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), reeleito no segundo turno, não tomou posse na data marcada, 1º de janeiro. No dia, ele estava na UTI do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, para onde foi transferido após passar nove dias no Hospital Samur. A solenidade que o empossou prefeito pela segunda vez ocorreu de forma virtual, por meio de videoconferência, no dia 8. Com a licença de Herzem, a vice-prefeita Sheila Lemos (DEM) assumiu o cargo temporariamente.

O longo período de ausência – já são 48 dias no hospital paulista –, a licença que já chega a 54 dias, desde dezembro passado, e o intervalo entre os boletins médicos criaram um sentimento de ansiedade por boas notícias na maior parte da população e, como pode ocorrer em situações como a de Herzem, muita especulação, infelizmente nem todas positivas.

Circulam boatos de vários tipos, começando sobre o prazo que o prefeito ficará no hospital, variando de poucos dias a meses, até falando de outras doenças graves que os médicos teriam descoberto e que seriam a verdadeira razão para o tempo de tratamento em São Paulo.

Qualquer que seja o critério analisado, o assunto é relevante. Trata-se do prefeito do terceiro maior município da Bahia, com peso político suficiente para que seu estado de saúde seja interesse de muitas pessoas, da imprensa, em especial. Além, é claro, de que uma figura pública, popular como Herzem, internado há tanto tempo, em um dos hospitais mais importantes da América Latina, autoriza todo tipo de preocupação.

Diante de várias mensagens recebidas de leitores comentando, principalmente as que abordam os boatos de que o prefeito de Vitória da Conquista teria descoberto uma outra grave doença, que não é mais a Covid-19, o BLOG procurou pessoas ligadas a ele para tentar obter um posicionamento oficial do governo municipal ou da família. Obtivemos retorno do secretário chefe do Gabinete Civil, Marcos Ferreira.

Para ele, é comum que a circunstância do licenciamento por tempo prolongado de Herzem, com um histórico político crescente, reeleito, em uma das maiores cidades do estado, enseje conversas e especulações variadas, porque há o interesse da população em saber o que se passa com o prefeito de sua cidade, embora, para Marcos, possa haver caso de quem deseje o mal do gestor. “Mas, o que a gente vê em Conquista é uma torcida positiva, orações para que o prefeito esteja bem e volte logo”, comentou o secretário.

Marcos Ferreira disse ainda que uma característica desse tempo em que o prefeito está em São Paulo, é a sua conexão com a cidade. “Todas as vezes que ele fez contato ou mandou mensagem para a população, ficou claro que ele pensa muito em Conquista – e de uma forma positiva”, destacou.

Na segunda-feira (8), Herzem Gusmão vez várias ligações telefônicas, incluindo a prefeita em exercício e a maioria dos secretário. Marcos diz que o prefeito conversou sobre o governo, falou da necessidade de união e comentou de projetos e ações da Prefeitura no município. “Sempre atento e confirmando seu compromisso com a gestão e com a cidade”,  observa o secretário do Gabinete Civil.

De acordo com Marcos Ferreira, Herzem lhe deu uma informação que, para ele, demonstra que o prefeito está cada vez melhor. “Claro que a voz está desgastada, diferente do vozeirão a que nos acostumamos, o que é natural nesse processo, ele me falou do otimismo de voltar dentro de alguns dias e me disse que já está fazendo bicicleta ergométrica e havia passado de 10 para 20 minutos de exercício”, contou Marcos.

Antes de falar com Sheila Lemos e com os secretários, na segunda-feira, Herzem Gusmão gravou mais uma mensagem de áudio , que foi postada em suas redes sociais, falando de sua fé em ficar curado. Com a voz um pouco mais firme que na mensagem anterior enviada no dia 19 de janeiro, Herzem comentou sobre sua confiança no governo e fez questão de destacar a unidade torno da prefeita em exercício Sheila Lemos (DEM), com quem ele conversara antes. Não houve boletim ou informação nova depois da mensagem do início da semana.

O prefeito de Vitória da Conquista anunciou que estava com Covid-19 no dia 7 de dezembro. Depois de começar o tratamento em casa, foi internado no Hospital Samur, no dia 18 de dezembro, e em seguida transferido, por UTI aérea, para Hospital Sírio-Libanês da capital paulista no dia 26 de dezembro.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

%d blogueiros gostam disto: