Coronavírus faz mais quatro vítimas fatais em Conquista. Média é superior a uma morte por dia em fevereiro




No dia em que a Prefeitura de Vitória da Conquista decidiu aderir ao toque de recolher decretado pelo Governo do Estado, o município registra mais quatro mortes pela Covid-19. Já são 62 este ano e 18 no mês de fevereiro, média de 1,05 óbitos por dia.

Em 24 horas foram 180 novos casos e o total agora é 19.177, sendo que 1.728 apenas este mês, média diária de 101,64 novos casos de conquistenses infectados pelo novo coronavírus.

Também aumentou a quantidade de pessoas que contraíram a Covid-19 e ainda estão doentes. No domingo (14) eram 317, na segunda 400, na terça 431 e nesta quarta-feira (17) são 493, um crescimento de 26%. Dos pacientes ainda com a doença, 42 estão internados em Vitória da Conquista, dois em outros municípios e 449 fazem tratamento domiciliar.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que do total de casos confirmados, 18.392 já estão recuperados da doença, equivalente a 95,9%.

Ainda aguardam por classificação final 790 casos notificados com suspeita de infecção pela Covid-19, sendo que 726 deles esperam pela investigação laboratorial e 64 pelo resultado do exame RT-PCR das amostras encaminhadas para análise no Lacen Estadual.

ÓBITOS

289º óbito – Mulher de 94 anos, moradora do bairro Cidade Maravilhosa, portadora de hipertensão e Alzheimer. Foi internada no dia 12 de fevereiro no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde faleceu em 14 de fevereiro.

290º óbito – Mulher de 51 anos, moradora do bairro Vila Serrana IV, portadora de hipertensão e doença renal crônica. Desde o dia 30 de janeiro estava internada no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde faleceu ontem (16).

291º óbito – Homem de 91 anos, morador do bairro Alto Maron, portador de doença cardiovascular crônica e diabetes melito. Foi internado no dia 4 de fevereiro no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde faleceu ontem (16).

292º óbito – Mulher de 83 anos, moradora do bairro Patagônia, portadora de hipertensão, doença renal crônica dialógica e diabetes melito. Estava internada desde o dia 3 de janeiro no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC), onde faleceu hoje.

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

%d blogueiros gostam disto: