Áudio fala de morte de paciente com Covid-19 por falta de vaga em Conquista. Estado e Prefeitura não confirmam




Embora as autoridades que têm a responsabilidade de falar silenciem ou não confirmem casos como o narrado pela enfermeira do Hospital de Base, o fato é a capacidade de internação em UTI para Covid-19 em Vitória da Conquista está beirando o colapso.

O texto que vai abaixo é a transcrição integral de um áudio de 1 minuto e meio que está circulando na região por meio dos aplicativos de mensagem. O conteúdo é assustador e está deixando as pessoas que o ouvem apavoradas. A mensagem trata de uma suposta morte de paciente com Covid-19, no Hospital de Base de Vitória da Conquista, “afogado”, ou seja, sem oxigênio, porque não havia vaga de UTI no hospital.

A voz seria de uma enfermaria do Hospital de Base e a pessoa com quem ela fala seria uma médica de Caetité (já identificada, mas que terá o nome completo preservado, mantendo apenas o apelido pelo qual ela é tratada). A enfermeira responde a um pedido de ajuda para conseguir uma vaga de UTI para uma pessoa com Covid-19. Ao explicar a impossibilidade de conseguir a vaga, a enfermeira narra a gravidade da situação e a compara a de Manaus, capital do estado do Amazonas, onde já ocorreram centenas de mortes por falta de oxigênio e vaga de UTI.

“Fatinha, infelizmente não há ninguém que possa conseguir vaga pra ninguém. A gente que trabalha na saúde, a gente sabia disso, que ia acontecer, mas as pessoas não pararam, os bares, as festas cheias… Ontem nós perdemos o primeiro paciente afogado, sem ar, por falta de UTI. Ontem, bateu 100%. É o que tá acontecendo em Manaus, chegou em Conquista.

“Então, se esse fechamento agora, as pessoas… Vai resolver? Não sei. Porque ontem a moça do Atacadão disse que as pessoas estavam comprando estoque de bebida pra beber em casa e aí junta com os amigos, com os vizinhos, porque os bares vai tá fechado. Então, assim: polícia… não vai ter um policial pra cada cidadão de Vitória da Conquista, né? Num tem.

“Então, enquanto a ruindade tiver no coração das pessoas, nós vamos… Infelizmente, eu vou te dizer com muito pesar, que a gente tá vivendo, começou os dias de Manaus. Ou a população se conscientiza e faz alguma coisa, queta o facho, mas enquanto não quetar, ninguém pode conseguir vaga, fia. Ninguém, porque não tem. Não pode desligar o aparelho de um pra colocar outro. Só tá surgindo a vaga quando um tem alta, só que ne Covid a alta demora, ou quando morre, entendeu?

“Infelizmente, é essa situação. Danosa, pesarosa e cada dia mais gente doente.”

O BLOG transcreveu o áudio do jeito que foi falado. Ouça:

O BLOG pediu posicionamento sobre o caso à assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde do Estado  da Bahia (Sesab), à Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Vitória da Conquista (Secom), ao secretário de Comunicação, Marcos Ferreira, à secretária municipal de Saúde, Ramona Pereira, e para o diretor geral do Hospital de Base, Geovani Moreno.

Da assessoria da Sesab recebemos a seguinte resposta: “Veja, boatos surgirão aos milhares. Muitas unidades estão com altas taxas de ocupação, porém, em caso de necessidade, os pacientes são transferidos para outras regiões. A microrregião Sudoeste não está com 100% dia leitos de UTI ou clínicos ocupados”. O BLOG insistiu por maiores esclarecimentos, mas não conseguiu.

A todos os contatados ressaltamos que se trata de uma notícia que está se alastrando e pede uma certa urgência de nós da imprensa e dos órgãos e autoridades responsáveis.

O secretário de Comunicação, Marcos Ferreira, respondeu por WhatsApp que o assunto não é do conhecimento a Prefeitura de Vitória da Conquista. “Desconhecemos essa informação até o momento!”, afirmou.

Até o fechamento desta matéria, a secretária municipal de Saúde, Ramona Pereira, mais uma vez não deu retorno e o diretor do Hospital de Base, Geovani Moreno, que, costumeiramente prefere o silêncio quando questionado, manteve a atitude.

De fonte interna do hospital recebemos a seguinte mensagem, negando o caso: “Não estou sabendo! Realmente, UTIs estão lotadas, entram e saem pacientes todos dias. Porém, não houve relato de qualquer óbito por falta de vagas, ainda não”.

# Atualização: Após a publicação da matéria, a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Vitória da Conquista enviou, às 15h53, nota em resposta a nossa solicitação:

Nota ao Blog de Giorlando

A Secretaria Municipal de Saúde informa que não recebeu nenhum comunicado oficial de qualquer instituição de saúde da cidade sobre o áudio enviado pelo blog.

Secom, 20 de fevereiro de 2021

A foto utilizada de hospital de Manaus (AM)

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

%d blogueiros gostam disto: