Faz um ano do surgimento dos primeiros casos suspeitos do novo coronavírus em Vitória da Conquista



No dia 28 de fevereiro de 2020 ainda se falava no carnaval, encerrado dois dias antes. O novo coronavírus era visto como uma ameaça, mas, acreditava-se, distante. A Organização Mundial de Saúde (OMS) só viria a declarar pandemia no dia 11 de março.

Em Vitória da Conquista, o debate era a duplicação da BR 116, que a Via Bahia  enrola há anos. Houve uma reunião no auditório da Santa Casa de Misericórdia, naquele  28 de fevereiro, com autoridades políticas, incluindo o prefeito Herzem Gusmão, representantes da sociedade civil e da empresa.

A imprensa também registrava acidentes, homicídios e coquetéis de inauguração. Mas, o destaque foi a entrevista coletiva do secretário de Saúde de Vitória da Conquista daquela época, Alexsandro Nascimento, para falar do cinco casos suspeitos de contaminação do novo coronavírus surgidos no município.

BLOG recebera informação de que as pessoas teriam sido atendidas em um dos hospitais da cidade. Nenhum órgão governamental municipal ou estadual aceitou falar do assunto. Só depois que fizemos contato com a então secretária municipal de Comunicação da Prefeitura, Maria Marques, que disse não ter tomado conhecimento da informação, é que a Secretaria Municipal de Saúde decidiu marcar a coletiva para a imprensa.

Vem daquela época o discurso do “está tudo sob controle” hoje utilizado pelo Comitê de Gestão de Crise para não arredar um milímetro da ordem de manter Conquista exposta ao crescimento da Covid-19 e não fechar ou reduzir o horário de funcionamento de nenhum tipo de estabelecimento comercial ou de serviço.

Na entrevista, a posição da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em resposta ao temor da população foi: “Não há motivos para preocupação, pois todo o controle está sendo feito e as amostras já foram enviadas para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen)”.

A SMS confirmou que os casos suspeitos apresentavam sintomas clínicos de doença respiratória e que passaram pela Itália e França, onde já havia ocorrido casos de Covid-19. As cinco pessoas com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus, dois homens e três mulheres, ficaram estão isolados em domicílio e, monitorados pela equipe de Vigilância Epidemiológica, tiveram as suspeitas descartadas dias depois.

O primeiro caso confirmado de Covid-19 em Vitória da Conquista foi registrado no dia 31 de março.


Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

%d blogueiros gostam disto: