Vereadores conquistenses defendem políticas públicas para mulheres em sessão especial


A Câmara Municipal de Vitória da Conquista realizou na manhã desta quarta-feira (10), por meio do Sistema de Deliberação Remota (SRD), a sessão especial para entrega do Diploma Mulher Cidadã Loreta Valadares. A sessão e a honraria são regulamentadas pela Resolução nº 41/2005 e acontecem na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher. Em seus discursos, os vereadores defenderam a implementação de mais políticas para as mulheres e relembraram as trajetórias de lutas e desafios da categoria.

Câmara precisa de maior representatividade feminina – O presidente da Casa, vereador Luís Carlos Dudé (MDB), ressaltou a necessidade de a Câmara ter mais mulheres ocupando cadeiras como vereadoras. “Nove mulheres na história é muito pouco. Nós precisamos de mais mulheres na vida pública, na Câmara de Vitória da Conquista”, disse o parlamentar.

Ele apontou ainda que a Casa abrigou a vereadora Irma Lemos que, mais tarde, fez história na política conquistense, tendo sido vice-prefeita eleita e prefeita em exercício por três períodos. “Esta Casa faz escola. Irma daqui saiu para ser a primeira vice-prefeita de Vitória da Conquista a de fato exercer o cargo e a primeira a exercer o cargo de prefeita de Vitória da Conquista”, lembrou Dudé.

Que todas as mulheres sejam reconhecidas – O vereador Orlando Filho (PRTB) relembrou datas importantes que marcam superações históricas das mulheres, como o direito à educação, ao voto, à proteção jurídica – com a sanção da Lei da Penha, entre outros. “São grandes passos, às vezes lentos, mas hoje nós sabemos que as mulheres representam uma força propulsora da nossa sociedade”, afirmou o vereador. Nesse sentido, Orlando Filho ressaltou a força feminina e parabenizou as mulheres pela data do 8 de Março. “A minha gratidão a cada mulher. Vocês são o brilho que dão cor ao mundo! O meu desejo é que todas as mulheres sejam reconhecidas, amadas e respeitadas”, afirmou o vereador.

A mulher tem que ocupar todos os espaços – O vereador Ricardo Babão (PCdoB)  elogiou as vereadoras que incansavelmente vêm trabalhando em prol das mulheres. “As mulheres têm que ocupar todos os espaços da sociedade, principalmente na política”, afirmou. Lembrou que esse é um momento importante para comemorar, mas entende que a mulher tem que ocupar mais espaço. “Vamos pensar mais em combater a violência contra a mulher que tanto cresce, essa é uma luta dos homens também”. Finalizou dizendo que o Legislativo Municipal sempre estará na luta contra a violência praticada contra a mulher.

“Lutemos pelas mulheres” – O vereador Augusto Cândido (PSDB) parabenizou às mulheres pelo Dia Internacional da Mulher e ressaltou a necessidade de apoio às suas causas. “Um parabéns a todas as mulheres pelo seu dia. Lutemos pelas mulheres”, disse o parlamentar. Ainda em seu pronunciamento, o edil agradeceu e parabenizou às mulheres de sua família, as que compõem a equipe de seu gabinete e às suas colegas de parlamento.

Momento importante – O vereador Andreson Ribeiro (PCdoB) ressaltou a importância desse momento, reconhecendo que a luta em prol de uma sociedade mais justa e fraterna se dá todos os dias, sempre em busca, cada vez mais, do fortalecimento das políticas de gênero e das políticas públicas que possam propiciar a igualdade tão necessária. Andreson ainda destacou a importância da entrega do Diploma Mulher Cidadã Loreta Valadares, relembrando a criação da homenagem como um marco de reconhecimento da relevância dessa luta, acontecendo anualmente no mês de março.

Dificuldades na desigualdade de gênero – O vereador Nildo Freitas (PSC) comemorou os avanços nos direitos conquistados pelas mulheres nos últimos anos, mas destacou os desafios impostos a quem ainda sofre com a desigualdade entre gêneros no mercado de trabalho e sente na pele os impactos da violência doméstica. “É inadmissível o que estamos vivenciando nos dias de hoje, algumas mulheres sendo colocadas em um lugar de inferioridade com relação aos homens, como se nós homens fôssemos melhores que elas”, afirmou Nildo. Ele ainda destacou a importância do trabalho prestado pelo Centro de Reabilitação Renascer, que há anos vem sendo conduzido por Marluce Dutra. “Eles prestam um serviço fundamental para mulheres com dependência química. Mais de 3 mil famílias já foram atendidas por esse centro, conduzido tão bem por essa mulher de fibra que é Marluce Dutra.

A mulher tem que querer entrar na política  – “Muito se falou que as mulheres precisam participar mais da política, mas elas precisam querer estar na política”. Com essa frase, o vereador Chico Estrela (PTC) iniciou o seu pronunciamento na sessão. Lembrou que é um trabalho de conscientização para que elas se interessem em participar mais efetivamente da política. Falou da sua homenageada e demonstrou seu carinho e respeito à promotora Guiomar Miranda, “que tanto faz pelas mulheres do nosso município”.

Prefeita tem trabalhado pelas mulheres – Em seu pronunciamento, o líder do governo, Ivan Cordeiro (PTB), destacou o trabalho realizado pela prefeita em prol das mulheres conquistenses. “A gestão municipal tem aprimorado as políticas públicas para as mulheres em nosso município. Tem feito um trabalho brilhante e comprometido com as mulheres da nossa cidade”, apontou. Cordeiro parabenizou também as mulheres que estão na luta contra a pandemia e falou da sua satisfação em ter indicado a prefeita para receber o Diploma Mulher Cidadã Loreta Valadares. “É uma honra para o nosso mandato indicar a prefeita Sheila Lemos para essa homenagem. Um trabalho que vem lá do MDC, um trabalho de formação das mulheres”, justificou ele.

O mês de março é uma data de celebração para as conquistas – O vereador Valdemir Dias (PT) reforçou a importância do Diploma Mulher Cidadã Loreta Valadares e aproveitou para dizer que o mês de março é uma data de celebração para as conquistas que já foram alcançadas, mas também um momento de luta pela igualdade de gêneros e pela defesa dos direitos plenos das mulheres. Dias afirmou, ainda, que é preciso trabalhar cada vez mais por políticas públicas que coloquem sempre mais a igualdade em evidência, combatendo o machismo impregnado em nossa sociedade.

Visibilidade ao trabalho desenvolvido por mulheres – O vereador Alexandre Xandó (PT) também destacou o Diploma Mulher Cidadã Loreta Valadares como forma de dar visibilidade ao trabalho desenvolvido por mulheres de Vitória da Conquista. Ele falou sobre a participação da mulher na política e responsabilizou os partidos por não fomentarem essa participação. “É preciso ser feito um trabalho de formação política, apoio logístico e financeiro das lideranças mulheres para que tenham condições concretas de se candidatarem”, afirmou o vereador. Xandó, que lembrou ainda das mães pretas, mães solo, empregadas domésticas e mulheres transsexuais, ressaltando que o 8 de Março precisa ser apropriado a essas pessoas também. O vereador encerrou sua participação lamentando a morte de uma travesti, encontrada morta, no início desta semana, na BR-116, próximo à cidade de Cândido Sales.

Fazer a diferença – O vereador Fernando Vasconcelos (PT) afirmou que só quem vive no dia a dia sabe a realidade das mulheres nas comunidades. Citou que o machismo e a violência estão escancarados. Pediu à sociedade que reveja conceitos e reflita sobre a situação. “Discussões como essas engradecem e valorizam as mulheres, pois muitas delas estão no anonimato, embora estejam no dia a dia ajudando as pessoas. Estaremos à disposição para fazer a diferença e rever conceitos”, disse Jacaré.

Texto e foto: Assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores


Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

%d blogueiros gostam disto: