Prejuízo | Vitória da Conquista não atualiza números da 1ª dose à Sesab e fica sem novas vacinas de Covid-19


O município de Vitória da Conquista foi um dos 194 que deixaram de informar corretamente à Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) a quantidade de pessoas vacinadas com a primeira dose e por isso não recebeu do novo lote de vacinas distribuído pelo Governo do Estado ontem (10), com um inquestionável, embora contornável, prejuízo para a população, ansiosa pela imunização contra a Covid-19.

A Bahia recebeu 178.600 novas doses do imunizante produzido pelo Butantan e o Governo do Estado fez a distribuição para o interior no mesmo dia, mas apenas para os municípios que tinham utilizado até a véspera 85% ou mais das primeiras doses da vacina.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Vitória da Conquista atrasou o envio dos dados, que precisam ser comprovados, na estatística da Sesab o município só havia aplicado 82,05% das vacinas recebidas até as 17 horas da terça-feira (9).

Acompanhando o trabalho da SMS desde o primeiro dia da vacinação, o BLOG estranhou que o órgão não tivesse divulgado esta semana uma estratégia para a continuidade do aplicação do imunizante, já que desde sábado passado (6) a secretaria já informara ter usado toda a vacina que o município recebeu para a 1ª dose.

Fizemos contato com fonte da SMS e com a assessoria de Comunicação da Sesab. A fonte local apenas disse que Vitória da Conquista ficara de fora do novo lote por alguma razão que apenas a Secretaria Municipal de Comunicação poderia esclarecer. Já o órgão estadual esclareceu que, em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa que reúne representantes de todas as secretarias municipais de saúde e da secretaria da saúde do Estado, realizada na terça, ficou decidido que apenas os municípios que tivessem utilizado 85% ou mais das primeiras doses da vacina contra a Covid-19 receberiam os imunizantes vindos na nova remessa que chegou ao Estado.

Apesar de ter anunciado o uso de 100% das doses já recebidas desde a semana passado e de aparecer ontem com 94,3% no painel de acompanhamento da cobertura vacinal Covid-19 no estado, Vitória da Conquista ficou de fora porque à 17h00 de terça só informara a aplicação de 82,05% das doses, de acordo com a Sesab.

Na decisão, tomada de forma colegiada na CIB, ficou pactuado que 50% das doses dos munícipios que não ficaram abaixo do percentual definido seriam encaminhadas para as secretarias municipais de saúde que administraram 90% ou mais, para evitar interrupção da vacinação, e 50% seriam direcionados para o Centro Estadual de Armazenamento e Distribuição – CEADI – para envio aos municípios à medida em que forem atingindo a meta de 85%. A medida, assegurou a Secretaria de Saúde do Estado, teve o objetivo de evitar que o estado fique com doses ociosas, acelerando a estratégia de imunização na Bahia.

Dos 417 municípios, 223 apresentavam taxas com 85% ou mais até a hora marcada, se tornando elegíveis para receberem nova remessa de vacinas. Os outros 194 estavam abaixo do estabelecido para que pudessem receber novo quantitativo de vacinas.

Segundo o painel da Sesab, o município de Vitória da Conquista usou, até o fim da tarde de ontem, 15.630 das 14.735 vacinas recebidas para a 1ª dose, ou 94,3%. Para a 2ª foram aplicadas 4.660 doses de 7.520 recebidas, ou 62%.

100% 1ª DOSE

Os mais recentes “vacinômetros” – gráficos com números da vacinação contra a Covid-19 em Conquista -, mostram que na segunda e na terça-feira, 8 e 9, ninguém recebeu a primeira dose contra a Covid-19 no município. No último, a Secretaria Municipal de Saúde informava 100% de uso do imunizante que chegou até a semana passada para a 1ª dose e 5.166 de 7.330 da 2ª dose (66,69%). Resta saber quando esses números serão informados à secretaria estadual e assim seja evitado novo prejuízo para o município.


Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

%d blogueiros gostam disto: