Dudé: Herzem foi um guerreiro


O presidente da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, Luís Carlos Dudé (MDB), manifestou a sua tristeza pela morte do amigo pessoal e aliado político. Para ele, o prefeito Herzem Gusmão foi um herói na luta contra a Covid-19, mas, infelizmente, não resistiu. O vereador, que foi líder do governo na Câmara, durante a gestão passada, comentou sobre a importância do trabalho de Herzem para o desenvolvimento do município. E relembrou que, como radialista, ex-prefeito foi inspiração.

Dudé ainda destacou a corrente que se formou na cidade, quando família, amigos, eleitores e até adversários políticos de alguma forma se uniram em oração pedindo a saúde de Herzem.

VEJA A NOTA

É com grande pesar que recebemos a notícia da morte do nosso prefeito, um verdadeiro guerreiro na luta pela vida. Éramos muito mais que aliados politicos, éramos amigos e tínhamos três paixões em comum: o rádio, a política e o futebol. Passei a minha adolescência e juventude ouvindo Herzem no rádio, acompanhando os comentários políticos, esportivos, entre outros assuntos relevantes. Depois, fui para o rádio também. E quando ele decidiu disputar um cargo eletivo, tive o privilégio de caminhar ao seu lado, numa parceria que chegou ao final agora, com a sua morte.

Ele lutou para controlar a pandemia da Covid-19 em nosso município, e acabou vencido por esse inimigo que tantas vidas tem ceifado. Neste longo período de internamento, as orações em favor da recuperação de Herzem não cessaram. Vitória da Conquista estava de joelhos pedindo pelo restabelecimento da saúde do nosso gestor. Até adversários políticos se juntaram a essa corrente de fé. Infelizmente, ele não resistiu.

Deixo aqui, registrada, a minha admiração ao homem público que tanto contribuiu para o desenvolvimento de Vitória da Conquista, sua terra natal. Deixo também o nosso respeito e solidariedade à sua mãe, Dona Zilda Gusmão, a sua esposa, Dona Luci Gusmão, e a seus filhos Danilo, Érica e Thaise. E peço ao Mestre Jesus que cuide de cada um de modo especial e cure essa dor provocada pela separação.


Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente