Conquista | PM fecha 30 estabelecimentos após horário em dia que Prefeitura questiona toque de recolher na justiça


A Polícia Militar teve que determinar o fechamento de 30 estabelecimentos comerciais, a maioria bares, na noite de ontem (24), em Vitória da Conquista, por descumprimento do toque de recolher válido para todo a Bahia. Os estabelecimentos não encerraram suas atividades antes das 18h00, como determina o decreto do governador Rui Costa (PT), que restringe a locomoção noturna e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas entre 18h00 e 05h00. Neste período estão autorizados a funcionar apenas serviços considerados essenciais, como saúde e segurança.

Foi a segunda maior quantidade de locais fechados, este mês, pela PM por desobediência às medidas restritivas. A maior foi no dia 6, quando 34 comerciantes tiveram que baixar as portas por ordem da polícia. Na terça-feira, foram oito registros, e na segunda-feira, primeiro dia do novo horário do toque de recolher (antes começava às 20h00), não houve ocorrência do tipo.

Por coincidência, ontem, a Prefeitura de Vitória da Conquista entrou com um mandado de segurança no Tribunal de Justiça da Bahia para suspender o toque de recolher a partir das 18h00 e validar decreto municipal que estipula o período das 20h00 às 05h00. A ação foi negada pelo tribunal.

Apesar da quantidade de estabelecimentos comerciais fechados após o horário pela Polícia Militar e da discussão sobre conflito de competências, arguida pela Prefeitura, na semana não houve aumento do registro de conduções à delegacia ou prisões em flagrante por desobediência. Apenas no domingo houve uma condução Disep e na segunda-feira, quando começou o novo horário de encerramento das atividades comerciais, uma pessoa foi conduzida por desacato e outra foi presa em flagrante ostensivo por descumprimento ao decreto.

Na maioria das vezes, a polícia orienta as pessoas que estão na rua depois da hora permitida. Esta semana foram 485 orientações. As denúncias anônimas, que indicam locais abertos fora do horário ou aglomerações, somaram 207 no mesmo período.

105 EM FEVEREIRO

Os dias com maior número de ações da PM para fazer cumprir o decreto foram 6 de março, com 34 estabelecimentos fechados depois do horário; 24 de fevereiro, 35; ontem, 30; e no dia 25 de fevereiro, uma quinta-feira, quando 105 estabelecimentos foram fechados fora do horário estabelecido.

Foi, justamente, o dia em que se dava debate parecido com o de ontem, quando o governador anunciou novas medidas, a exemplo do lockdown no fim de semana e circularam notícias de que a Prefeitura de Vitória da Conquista não iria aderir – o que acabou acontecendo, mas, não sem antes deixar muita gente confusa ou estimulada a confrontar as restrições definidas pelo decreto do Governo do Estado.

Fotos: Policiais ouvem preleção de oficiais sobre importância da ação da PM. (23mar21)


Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente