Há um ano, Conquista era a única entre as 11 maiores cidades da Bahia sem Covid-19. Hoje tem 23.270 casos


O primeiro caso de Covid-19 em Vitória da Conquista foi confirmado no dia 31 de março. Até aquela data, moradores e governo municipal comemoravam o fato de o município ser o único entre os maiores do estado sem registro de infecção pelo novo coronavírus. Era um tempo em que o mal que aflige o mundo todo era chamado pelo nome do vírus e não da doença que mata milhares todos os dias no Brasil e no planeta. E era tempo de comércio fechado, por decreto do então prefeito Herzem Gusmão.

Políticos, jornalistas, profissionais de saúde e população especulavam quanto à razão daquele fenômeno, considerando que a cidade é cortada por uma das mais movimentadas rodovias do país, passagem milhares de viajante, todos os dias e recebia gente de cerca de 100 municípios da região e do norte de Minas, que têm Vitória da Conquista como polo de saúde, educação e comércio.

No dia 25 de março de 2020, as dez maiores cidades da Bahia, à exceção de Vitória da Conquista, contabilizavam 69 casos confirmados d Covid – 19, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Salvador tinha o maior número: 52. Feira de Santana vinha em seguida, com oito; Lauro de Freiras, três; Juazeiro, dois; e Barreiras, Camaçari, Ilhéus, Itabuna, Jequié e Teixeira de Freitas todas com um caso confirmado.

20 MUNICÍPIOS COM MAIS CASOS

1.      Salvador 169.622
2.      Feira de Santana 33.120
3.      Itabuna 26.718
4.      Vitória da Conquista 23.270
5.      Camaçari 17.717
6.      Juazeiro 11.425
7.      Lauro de Freitas 15.079
8.      Ilhéus 15.006
9.      Jequié 13.131
10.    Teixeira de Freitas 12.004
11.     Barreiras 10.312
12.    Alagoinhas 9.810
13.    S. Antônio de Jesus 8.346
14.    Eunápolis 7.566
15.    Porto Seguro 6.842
16.    Conceição do Coité 6.743
17.    Brumado 6.590
18.    Irecê 6.215
19.    Luís Eduardo Magalhães 5.790
20.    Simões Filho 5.462

Os outros municípios com registros do novo coronavírus: Porto Seguro, oito casos; Prado, dois; Brumado, Conceição do Jacuípe, Conde e São Domingos, todos têm um paciente infectado. No estado todo são 85 pacientes com o Covid – 19.

Vitória da Conquista registrava 60 os casos suspeitos, nenhuma confirmação e era voz corrente na cidade que, em maior parte, isso se dava porque a maior parte da população estava consciente da necessidade de cooperar e adotou o isolamento social. E era dado um justo crédito às medidas tempestivas adotadas pelo prefeito Herzem Gusmão, posição que ele manteve por mais algum tempo, até determinar a reabertura de tudo.

Nesta sexta-feira (26), o município de Vitória da Conquista vive uma situação completamente diferente, assim como todo o Brasil e a Bahia, com seus 417 municípios, e chegou a 22.669 casos confirmados de Covid-19, de acordo com boletim da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgado ontem à noite. Pelos números da secretaria estadual, bem mais: 23.270, uma diferença gritante de 601 casos, que nenhuma das duas secretarias parece se importar de esclarecer.

Com essa quantidade de casos, o município, é o quarto com mais registros de Covid-19 no estado, abaixo de Salvador (169.622), Feira de Santana (33.120) e Itabuna (26.718).

MORTES

Já em números de mortos pela doença, Vitória da Conquista está na quinta posição, com 370 óbitos, segundo a Sesab, e 360 pelas contas da Secretaria Municipal de Saúde, em mais uma grave divergência, que faz muita diferença na avaliação do quadro da Covid-19 no município, que nem SMS nem Sesab demonstram interesse de equalizar.

15 MUNICÍPIOS COM MAIS ÓBITOS

1.      Salvador 4.746
2.      Feira de Santana 584
3.      Itabuna 470
4.      Vitória da Conquista 370
5.      Camaçari 395
6.      Juazeiro 202
7.      Lauro de Freitas 282
8.      Ilhéus 351
9.      Jequié 256
10.    Teixeira de Freitas 186
11.     Alagoinhas 175
12.   Simões Filho 143
13.   Porto Seguro 139
14.   Barreiras 120
15.    Eunápolis 113

Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

%d blogueiros gostam disto: