Vereador de Vitória da Conquista que também é delegado denuncia pressão psicológica sofrida por policiais


O vereador Delegado Marcus Vinícius (PODE) disse, durante a sessão da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, realizada nesta quarta-feira (31), pelo Sistema de Deliberação Remota (SDR), que não desejava politizar o trágico episódio que resultou na morte do policial militar Wesley Soares Góes, de 38 anos, no último final de semana, em Salvador, mas ressaltou um aspecto que considera importante: a sobrecarga psicológica enfrentada pelos policiais. “Os policiais de um modo geral sofrem uma pressão muito grande, com salários baixos e sem reajuste há seis anos”, afirmou.

Para Marcus Vinícius, o que houve foi um suicídio indireto. “Eu acho que o que aconteceu ali foi um suicídio indireto. O índice de suicídios entre policiais é três vezes maior do que a média nacional, devido à pressão que sofrem. Fato muito triste, que já aconteceu esse ano várias vezes, mas não de forma tão midiática”, comentou.

Por fim, o parlamentar reforçou as falas de outros vereadores sobre a falta de medidas públicas adequadas para atender os policiais não só na Bahia, mas em todo o Brasil. Cobrou rigor maior do Estado para impedir que isso aconteça e, caso aconteça, que tenha a punição adequada, mas ressaltou que o desvio de conduta existente é minoria entre a esfera policial.


Author: Giorlando Lima

Jacobinense, conquistense, itabunense, baiano, brasileiro. Pai de Giorlando e Alice, minhas razões de viver; profunda e eternamente apaixonado pela vida. 58 anos de idade, 42 de labuta como jornalista, publicitário, marqueteiro, blogueiro. Minha ideologia é o respeito, minha religião é o amor.

Comente

%d blogueiros gostam disto: