Anúncios

QUEM SOU EU

Giorlando Lima. Jornalista. 57 anos. Dois filhos.

Nasci em Jacobina, em 7 de dezembro de 1961, tendo morado ainda em Feira de Santana, Jequié, Itabuna, Salvador e Vitória da Conquista, que é hoje a minha base e onde cheguei em 1984. Em Conquista tive os meus filhos Giorlando e Alice e fiz grande parte dos meus amigos. Criei este blog em junho de 2009, mas só fiz a primeira postagem, além do perfil que você está lendo, em maio de 2010, quando já mantinha outros três: notasdabahia.wordpress.comhttp://notasdeconquista.wordpress.com e http://minhasalvador.wordpress.com

Atuo na área de comunicação desde 1978. Um dinossauro, como dizem, mas ainda demorarei para ser extinto. Minha vida profissional é longa e cheia de experiências. Nunca me prendi a uma empresa ou projeto por muito tempo. Trabalhei em e para jornais, revistas e emissoras de rádio e TV de todo o estado, como os jornais A Palavra, o primeiro de todos, e Correio da Serra (Jacobina); Rádio Clube Rio do Ouro (Jacobina); jornal Feira Hoje (Feira de Santana); A Tarde (por dois períodos), Tribuna da Bahia; jornais Tribunal Regional, Espaço, Parlamento, Folha de Conquista e Diário do Sudoeste (Vitória da Conquista); revistas Panorama da Bahia (Feira de Santana) e Conexão (Vitória da Conquista), que reeditei a partir de 2017; TV Sudoeste (Vitória da Conquista), por dois períodos e TV Santa Cruz (Itabuna), também dois períodos; colaborei com diversos veículos e prestei serviço freelance a jornais e revistas de circulação nacional e a agências de publicidade da Bahia, do Pará e do Maranhão.

Atuei como redator, analista de pesquisas e coordenador de marketing, entre outras funções, em campanhas eleitorais para prefeito, deputado, senador e governador na Bahia, Sergipe, Pará, Maranhão, Ceará, Roraima, Amapá e Pernambuco.

Fui assessor ou secretário de comunicação em prefeituras e órgãos públicos estaduais na Bahia, Maranhão e Pará. Ainda trabalhei como secretário parlamentar na Câmara dos Deputados.

Este texto foi revisado em 14 de janeiro de 2019.

Anúncios

21 thoughts on “QUEM SOU EU

  1. Quanto tempo não te vejo,esta noite sonhei contigo, acordei com saudade e te procurei.

    Lembra de mim? Silvana, Varzea Nova/Vitoria da Conquista

    beijos.

    1. Oi, Silvana! Que alegria ter a sua visita no meu blog. Claro que não a esqueci. Não creio que seja possível. Saudade também. Obrigado pela lembrança, obrigado pela amizade, obrigado por aparecer, venha mais. (Não quer me contar o sonho? Pode até ser uma boa história para o blog. Rs.)

      1. Como boa espírita, sei que quando dormimos nosso espírito realiza encontros, certamente estavamos no mesmo local, te via de longe vestido de branco, sem con tato, acordei lembrando e com saudade.
        Por onde anda? como vai? é engraçado como tempo nem distância muda o que sentimos, simplesmente gosto de você, bom ter notícias.

        beijos

  2. Lembrei-me que disse ter um blog. Acessei. Li. Sorri. A história da Bela e do careca está engraçada. Fez-me lembrar de coisas da minha província.
    Por um lapso temi me encontrar em “pessoas que eu vi”. Mas, não sou tão importante assim… Rsrs. E se tivesse algo acho que teria o título “A mulher com cara de livro de Geografia”. Rsrsr.
    Bj, meu “estranho querido”.

    1. Obrigado, Alê, por vir ao meu blog. Você é muito importante, já os citados o foram por ter havido algo “inusitado” no meu encontro com eles. Em breve, contarei sobre a identificação de um topofílico. Abraço forte.

  3. Imaignei a cena que você descreve neste

    “Menino, moreno, mulato, de cor… boiadeiro, sonhador. Uma reminiscência.”,

    adorei o texto. Como você sabe, hoje está um pouco mais elaborado este trabalho de tentativa de revelar talentos, já que a escola não tem, e nunca dispôs de professores habilitados para a tarefa de formar artistas,
    temos hoje o TAL – Tempo de Arte Literária e o FACE – Festival Anual da Canção Estudantil e o AVE – Artes Visuais Estudantis…Tiramos leite de pedra, nos rebolamos para conseguir ajudr os alunos a ter coragem de dar a cara a bater, como você deu, mas hoje, antes de expor os alunos a um situação vexatória como a que você descreve poeticamente, selecionamos entre os professores os textos e selecionamos os mais adequados. Feito isso, orientamos a revisão e edição dos textos. Melhorou bastante o tratamento: organizam-se torcidas para o s selecionados, e toda a escola apóia os “heróis”. Trabalhamos também os aluns para o sentimento de participação e não de competição.

    Peço permissão para divulgar seu texto entre meus conhecidos da direc16 e os organizadores dos projetos. vou usar com meus alunos, para qeu eles percebam que hoje eles estão no “céu”.

    E mais: pare de dizer que não é poeta, meu amigo! Você é poeta sim, tá? Tudo bem que não li tanto assim, mas tenho autoridade pra afirmar que és poeta. Já é tempo de superar o trauma. Abraços.

    1. Enorme honra receber a sua visita e ganhar um comentário tão lisonjeiro. Fique à vontade para usar meus textos, me envaidece. Um abraço bem forte, amiga. Obrigado por vir.

    1. É um blog quase fossilizado pelo abandono. De vez em quando faço umas massagens de ressuscitação e ele sobrevive. Rs. Obrigado pela visita e pelo comentário generoso. Depois gaste mais um tempo e dê uma passeada mais demorada pelos textos, deixe de lado a política e veja umas coisas mais “literárias”. Rs. Um abraço.

    1. Oi, Robério, há quanto tempo não nos vemos, ein? Obrigado por ter vindo ao blog. Vamos nos encontrar e rir daquele tempo em que éramos novos e riamos de tudo. Usemos o Facebook para mais contatos.
      Abraço.

  4. boa tarde, Giorlando Lima, sou Jacinta de Araujo de SP , gostaria de conversar com você , como faço para ter contato direto .
    tel 11 2106-6604 .
    estou no aguardo,
    obrigada.

Comente

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: